sexta-feira, 27 de maio de 2011

Sofá velho/ sofá Novo


Palavras para quê?
Ainda há quem defenda a opção de atirar com os móveis usados para o lixo, sem averiguar se uma reforma é possível?
Pessoalmente, dá-me muito mais prazer  transformar do que comprar novo.
No caso presente, a estrutura do sofá encontrava-se em excelentes condições.
O tecido, por seu lado, estava queimado pelo sol e, atendendo a que era um estampado muito marcante, tinha-me cansado e,  para dizer a verdade,já não suportava olhar para ele.
A reforma desta dependência começou pela pintura, antes bege e agora verde chá, paredes e tecto incluído.
Entretanto, pintei alguns móveis na cor das paredes e seguiu-se a reforma do sofá .
A decoração, ainda não está concluída, mas para lá caminha.


Antes
Depois

Como contratempo, posso referir a operação de transporte para colocar o sofá no sítio.
Eram dois entendidos, cada um pegando numa extremidade do sofá.
Para o meter no elevado, foi obra!
Mas, a duras penas lá entrou e subiu até ao meu 5º andar.
Era necessário, depois, subir umas escadas relativamente estreitas que conduzem ao local, no 6º andar, onde o sofá pertence.
As paredes das escadas estão cobertas de quadros.
Prudência, impunha-se.
Mas, está calor, muito calor e os dois experts exalavam um forte cheiro a cerveja.
Temi o pior.
Dei instruções, berrei in extremis, ao observar que vários quadros corriam risco de vida, gritei para que parassem, pedi calma.
Só um quadro foi derrubado, mas saiu quase ileso da contenda, se não me prender com o detalhe de uma amassadela na moldura, coisa de pouca monta.
Finalmente, o "bicho" estava no sítio.
Faltavam as almofadas, tarefa fácil, que tinham ficado no carro, na garagem.
Vamos, então buscar as almofadas...
Chegados ao elevador, preparados para descer, confronto-me com uma manta que eles tinham abandonado e que, pura e simplesmente bloqueara a porta do elevador, que aberta, se recusava a fechar.
Felizmente, havia um segundo  a que estes génios não tinham tido acesso e esse funcionava.
Para a desgraça que poderia ter acontecido, correu tudo muito bem.
Para a próxima tomo qualquer coisa antes deles chegarem, só para não me importar com as consequências que podem e, normalmente, ocorrem nestas batalhas.

Beijos,
Nina 

16 comentários:

  1. Ficou lindíssimo... parabéns!

    Está rolando um super sorteio no meu blog, e te convido a participar.
    Beeeeijo!

    http://gabisoaress.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Ficou lindão!
    Valeu a pena a reforma do seu amado sofá, que tem muitas coisas pra contar.
    Esses dias tava lembrando do meu quarto de solteira, naquela cama que chorei, juntava as amigas, falava ao tel c o namorado... saudade!Moveis que ficaram comigo dos 9 aos 25, vendi e deixei levar um pouco de mim.
    Bjs, ótimo fds!

    ResponderEliminar
  3. Oi! ficou lindo d+++++++, ameiiii de muito bom gosto, beijos!!!

    ResponderEliminar
  4. Nina, que saga!

    As vezes imagino que certas coisas só acontecem comigo, mas descubro que não. Em 2008 reformei meu apartamento que é um ovo, e tudo de errado que poderia acontecer, aconteceu!

    Esse tipo de coisa, como lembrar se o móvel vai passar pela porta, só nos ocorrem na hora.

    Adorei saber desse momento "carregadores". Gosto de saber das suas histórias, você escreve com muita galhardia.

    O sofá ficou ótimo!

    Um beijo e bom fim de semana,

    Ana Paula
    Salinha do Crochê

    ResponderEliminar
  5. Olá Nina

    Aqui no Brasil o custo da reforma é muito e não vale a pena. É preferível comprar um novo.
    Adorei seu blog e já estou te seguindo.

    Uma ótima noite... Bjooooooooo.........

    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Deu trabalho mas ficou super lindo!

    ResponderEliminar
  7. oi querida
    passei para te desejar
    um ótimo fim de semana
    o seu so fa ficou um luxo,
    eu adoro ler seus post sao sempre ilarios,
    hoje li aquele do careca
    que pegou o cabelo da bunda de outro,morri das risadas,ler seu blog è melhor que um antidepressivo.
    baci

    ResponderEliminar
  8. oi! vim retribuir seu carinho em meu blog! muito obrigada pelas palavras, vc não tem ideia do qnto significam pra mim!! =)
    espero q vc continue gostando dos posts, me visite sempre!
    tb estou seguindo seu blog!

    beijo e ótimo fim de semana!!

    ResponderEliminar
  9. Oi Nina, estou aqui tbm!!!rsrsrs
    Adorei o sofá...ficou lindo!
    Bjs
    Ivani

    ResponderEliminar
  10. Nossa, mudou muito!
    Sofá ficou luxo e poder! haha'
    beijos beijos...

    ResponderEliminar
  11. Ah, Nina, não acredito que pintaste também o tecto de verde!!!
    ; )

    ResponderEliminar
  12. Uau que mudança! Adoro makeovers. Depois queremos ver o resultado completo da sala!

    Beijo!

    ResponderEliminar
  13. Nina, valeu a pena a mão de obra. Ficou LINDO! Confesso que adorei a história - um sofá com história é muito mais aconchegante e interessante não é mesmo?
    Beijos lindona
    Dinorah

    ResponderEliminar
  14. Querida Nina
    Mesmo com tantas peripécias, invisíveis na foto, o sofá ficou lindo!
    Nós gostávamos de pensar que esses "técnicos de carga" são perfeitos... mas acontecem sempre coisas desse género.
    Só que tu, como sempre, dás uma descrição fotográfica e hilariante do acontecimento em si... o que faz dos teus textos crónicas soberbas!
    Agora um à parte: aqui em casa esse imaculado sofazinho, se utilizado pelos meus netos mais pequeninos, teria obrigatoriamente de levar com uma coberta por cima... de contrario ficaria, num ápice, estampado de chocolate, tinta de canetas e algum restinho de sopa... arrematado com pelo de gato!!!...
    Beijos
    Teresinha

    ResponderEliminar
  15. Nina,já tinha visto o sofá,mas só hoje tive tempinho de vir comentar...rsrsr...Ficou lindo,outra cara,adorei a cor,que combina com tudo,e variando as almofadas e outras coisas tem sempre um ambiente novo...

    ResponderEliminar