terça-feira, 13 de setembro de 2011

The day after!


Com a luz de um dia de sol maravilhoso, hoje, tudo me pareceu muito menos assustador do que ontem, quando, tarde, a meio da noite, entrei numa casa empoeirada, verdadeira sauna, carregada de malas desarrumadas e mil tarefas pela frente.
A tarefa pareceu-me colossal.
Não fiz nada!
Deitei-me, exausta e, quando assim é, normalmente o sono teima em não aparecer.
Não foi, felizmente, o caso.
Dormi muito bem.

Pela manhã, seguindo os sábios conselhos que recebi, saí, caminhei junto à praia, durante 1 hora, cumprindo uma deliciosa rotina diária e almocei numa agradável esplanada, esquecendo a desordem das malas esventradas, da roupa suja, da areia que teimava em intrometer-se sob a sola dos sapatos, vestígio de dias sem horários, sem obrigações, sem preocupações domésticas.
Tudo a seu tempo!
Ansiedade faz mal à pele,roubando-lhe a luz.
Há que colocá-la no seu devido lugar:
Nos confins do universo.
Foi o que fiz!



À tarde, já com a ajuda preciosa de quem se encarrega das limpezas, tratei de organizar as roupas:
- Para a lavandaria as que precisavam de lavagem;
- Para passar as que apenas estavam amassadas;
-Para os respetivos lugares as restantes, que apenas sacudidas retomaram a forma.

Depois, foi necessário encher o frigorífico e essa tarefa, confesso, é a mais penosa.
Não gosto de supermercados.
Detesto o parque de estacionamento gigantesco, sempre superlotado.
Abomino os carrinhos de compras com vontade própria que teimam em guinar para a esquerda, quando, precisamente, pretendo virar à direita.
E o que dizer das filas nas caixas?
Esperar que chegue a nossa vez, colocar as compras no tapete rolante, guardá-las em sacos, voltar a pô-las no carrinho... detesto!
Mas o frigorífico estava vazio...
Enchi-me de determinação e, em pouco mais de 1 hora, liquidei o problema.




Fruta fresca, perfumada e apetitosa, transformou o local mal assombrado que era a minha casa ontem à noite, num casulo acolhedor.
E tudo em menos de 24 horas.

Repito, tudo tem o seu tempo e a ansiedade, está provado, só complica!
Eu é que, às vezes, me esqueço.

Beijos,
Nina

20 comentários:

  1. Olá Nina,
    Tudo a seu tempo. Frase bonita, de amplo sentido e que diz da maneira como as coisas devem ser feitas ou acontecerem... Devagar se vai ao longe... devagar se chega lá... Devagar com o andor, pois o santo é de barro.
    Assim, com calma, tudo se ajeita em seus devidos lugares e, por fim... ufa! Tudo pronto e descanso, pois ninguém é de ferro.
    Gostei da postagem e já a estou seguindo. Gostaria de vê-la em minha casa e, se gostar, convido-a a seguir-me e deixar um comentário para mim. Será um prazer tê-la como companhia.
    Um grande beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderEliminar
  2. Muito bem, Nina!
    Bem se vê que você sabe viver a vida, no fim tudo se ajeita é só não se desesperar. Também não gosto de supermercado e tumulto. Gosto da natureza, paz e tranquilidade faz um bem enorme para a saúde. Que legal passar aqui, bjs

    ResponderEliminar
  3. Com paciência, calma e moderação tudo volta ao lugar,né? Que bom!beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. Pois eh Nina esse é o único detalhe chato de viagem num é...voltar e ter q arrumar td. Mas vale a pena.

    Bjus
    Liz
    descedoponei.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Olá Nina,
    Bem vinda ao lar!
    Meu marido sempre diz: O melhor da viagem é voltar pra casa.
    bjs

    ResponderEliminar
  6. oi Nina, tudo bem com voce?

    Que delícia voltar pra casa, adoro.

    Não faz mal que dá muito trabalho arrumar tudo,
    com paciencia a gente consegue.

    O importante é que voce viajou bastante e descansou a mente.

    um beijo

    Regina Célia

    ResponderEliminar
  7. É verdade minha amiga,tudo tem o seu tempo.
    E a ansiedade só piora as coisas.Já fui muito ansiosa,mas a idade me trouxe isso de bom.Pelo menos isso,não é?rsrs
    Estou brincando,adoro ter a idade que tenho,apesar do viço da pele,dos cabelos...
    E como é bom voltar pra casa,eu pelo menos adoro!
    Beijo minha amiga,curta bastante sua volta ao lar!
    Linda quarta-feira!

    ResponderEliminar
  8. Fico dois dias fora de minha casa e quando volto tenho a sensação que está esteve abandonada por semanas...
    Mas vejo que você foi rápida e eficiente!
    Beijinhos querida! Desfrute bem do seu casulo acolhedor!

    ResponderEliminar
  9. Tens toda a razão, Nina, às vezes a ansiedade de ver tudo no lugar certo, faz com que a tarefa seja demasiado penosa e ainda mais vagarosa! Bjs

    ResponderEliminar
  10. Depois de um bom sono e uma boa desayono, tudo parece uma cor diferente. Também detesto ir ao supemercado! Acima de tudo, com os quatro filhos .. jajaja!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  11. ...e a saga continua!!!
    Parece um "triller" doméstico.
    Nina, depois da tempestade vem a bonança. O que me parece, é que no seu caso, veio primeiro a bonança, mas tem toda a razão: "Devagar se vai ao longe".
    Fique bem.
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. bem tornada querida nina
    eu também odeio supermercados,
    mas é uma tarefa que não posso subtrair me, comer é preciso rsrsrs
    eu também passei por isso,mas como as minhas ferias foram pequenas,os transtornos também se reduziram.
    agora é só deixar ser levada pela doce rotina!!!
    um gran bacione

    ResponderEliminar
  13. Querida Nina
    Que determinação, eficácia e saber organizar, mantendo a calma!
    Já tive essas qualidades... mas foram desvanecendo nesta última década. Ainda faço um esforço para não as deixar extinguir... mas há sempre alguém, da geração seguinte, que insiste em fazê-las esmorecer, esquecendo que eu não duro sempre. Costumo dizer que mais ninguém restará para ensinar o que os meus Pais me transmitiram e seria bom que aprendessem... mas os filhos, às vezes, julgam que sabem tudo! O quê: organizar?, arrumar?... há de ser feito depois!
    Quanto às compras, o F. trá-las para casa, aos pouquinhos, mas quando preciso de encher a despensa e o frigorífico, ponho tudo no tal carrinho sem direção assistida... vou à caixa 1, sem fila, e as meninas simpáticas colocam tudo nos sacos e mandam entregar em casa. O rapaz da entrega, já meu amigo, deixa tudo direitinho na cozinha e leva sempre uma boa gorgeta! É que nós moramos num 3º andar sem elevador!...
    Depois quero ver as almofadas de croché!
    Beijos
    Teresinha

    ResponderEliminar
  14. Também acho supermercados uma chatice. Evito o máximo possivel. Devagar a vida volta ao normal. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pois é, com calma tudo se resolve. E isso aprende-se com os anos.
    Daqui por 2 0u 3 dias já tens a tua casa como gostas, com tudo arrumadinho nos seus respectivos lugares.
    Só que outra tarefa (não menos chata) te espera.
    Daqui por pouco tempo guardar a roupa de verão e organizar a de Inverno(eu sou uma desmancha prazeres). Afinal dentro de uma semana o Outono chega até nós.
    Beijokas.

    ResponderEliminar
  16. Parabéns pela forma poética como se expressa até para falar da pequena bagunça no retorno a casa.
    As vazes desejo ter aqui por perto pessoas que organizam as nossas casas, mas ainda não encontrei. Pois quando retornamos de viagem, por mais curta que ela seja, há um monte de coisas a serem feitas, mas a pior para mim é passar roupa... aqui na Holanda não temos com facilidade quem venha fazer nada, muito menos a limpeza da casa... quanto glamour tem a nossa vida na Holanda!!!! acredito que os "abastados" tenham um verdadeiro exercito, mas nós? temos mesmo é que fazer se não quisermos viver na sujeira...
    abs,

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  18. Oi minha linda, que delicia voltar pra casa neh?Melhor ainda eh voltar a ter voce com mais frequencia novamente por aqui.
    Sinto sempre sua falta.
    Amo-te!
    Bina e baby.

    ResponderEliminar
  19. Não vale mesmo a pena enervarmo-nos com aquilo que tem que ser feito!!
    Só duplica a irritação e não nos ajuda em nada.
    O retorno é sempre assim...

    ResponderEliminar
  20. Bem vinda Nina! Sempre digo que viajar é muito bom, porém voltar para nosso aconchego é o melhor!
    beijos

    ResponderEliminar