quarta-feira, 17 de abril de 2013

Cozinhar, gerir, facilitar ...

Gostando de cozinhar, não gosto de ser escrava da cozinha e muito, muitíssimo evolui, desde os primeiros tempos de casada, em que, tudo era uma imensa complicação, uma terrível imposição de tarefas que colidiam com o lazer e com a liberdade.
Se é muito bom ter-se 20 anos, também é muito bom ganhar recursos e ferramentas que facilitam a vida e que só o tempo , ou , principalmente, o tempo aporta.
Quero com isto dizer que, atualmente, não existe obrigação do foro doméstico que me impeça do que quer que seja.
Só posso concluir que sou muito insubmissa (gostaria de ser mais...) e moderna q.b.
Li e leio umas coisas, é certo, mas, a bem da verdade, chego à solução prática dos "problemas" a pulso, aprendendo com os erros e com os bons exemplos.

Tudo isto para falar de feijoada!
Nem mais!

Para chegar à dita, refiro, de passagem que a gestão dos recursos domésticos é um tema que prezo.
Não gosto, abomino desperdícios.
Acho que se pode viver muito bem, sem privações e, ao mesmo tempo, ter noção do custo/benefício e, moralmente, ter noção que o mundo atravessa uma fase de cruel carência para demasiadas pessoas.

Assim sendo, sei gerir os recursos.
Acho até que, modéstia à parte, daria uma excelente ministra da economia, mantendo presente que é proibido gastar mais do que aquilo que se possui.

Vamos, então, para a cozinha.

Não compro feijão, nem qualquer outra leguminosa, cozida.
Gosto de dominar o processo, apostando na qualidade e pagando menos.
Assim, deixo em água, durante umas horas, neste caso, o feijão e depois cozo-o em grande quantidade que guardo em frascos pouco cheios e, a seguir, congelo, como a imagem documenta.

As carnes para a feijoada são, frequentemente, fruto de um processo de congelação de sobras.
Assim, sobra uma costeleta, um bife, umas fatias de carne assada ou estufada?
No congelador, tenho uma caixa hermética onde acumulo essas sobras.
Às vezes, delas resulta empadão. Outras vezes croquetes. Desta vez foi feijoada.

Numa panela, faço um refogado com abundante cebola, alho e pimento verde...


... que, depois de fritarem, recebem um banho de polpa de tomate, as carnes cortadas em pedaços e algumas rodelas de enchidos.
Tempera-se com louro, cominhos, pimenta e quase nada (ou nada, mesmo, que é o meu caso...) de sal.

Esta imensa panela de feijoada renderá três copiosos almoços, sendo dividida em recipientes estanques e congelada.

Convivendo com uma comensal vegetariana (vegan, para ser mais rigorosa), preparo a feijoada sem carnes, assim:


Tudo isto foi preparado após o almoço de hoje, quando a cozinha ainda estava desarrumada.
Destina-se ao almoço de amanhã, quando, sem pressas nem chiliques, farei a caminhada junto ao mar, lerei os jornais do dia com um expresso bem tirado e, chegada a casa, a autêntica fada do lar em pessoa, me limitarei a preparar um arrozinho básico enquanto ponho a mesa.

Fácil, não?

Beijo
Nina

42 comentários:

  1. Tão bom aprender com quem sabe!
    Tive em tempos uma colega, diretora da escola onde esse ano lecionava, que fazia quase todas as semanas uma lasagne de restos.
    Ainda nunca a fiz, mas tenho tanta vontade de experimentar!
    O que mais me agradou neste post foi ter ficado a saber que se pode congelar feijão em frascos de vidro, com a água.
    Já tinha congelado pato cozido com a água da cozedura, mas sempre em recipientes de plástico.
    Como prefiro o vidro, cá ficou mais um pozinho de perlimpimpim.:))
    Nunca fiz uma feijoada assim, mas sempre que faço um cozido reservo carnes já cortadas em saquinhos, para mais fácil confeção.
    Cá está uma ideia que hei de dar à minha mãe, que é a rainha dos desperdícios.

    bji gde e obrigada pela partilha, querida Nina!

    ResponderEliminar
  2. MUITO BEM NINA!!!

    FADA DO DOCE LAR!!!

    GOSTEI DA SUA ORGANIZAÇÃO!!!

    ALGUMAS DAS DICAS TAMBÉM EU AS REALIZO E SIGO,,,, POIS RARAMENTE FAÇO COMIDA PARA UM SÓ DIA!!!

    1 BEIJO LÍDIA

    ResponderEliminar
  3. que delicia, fiquei com agua na boca !
    amo feijao, mas quaso nao acho o que gosto por aqui entao acabo comprando cozido que vem de Portugal .... bjs

    ResponderEliminar
  4. Isso é que é boa gestão!
    Eu também gosto de cozer o grão e o feijão. Até porque se pode temperar com ervas aromáticas, o que lhe dá mais sabor.
    Bom passeio amanhã.

    ResponderEliminar
  5. como aki feijão é no prato todo dia feito lei... vai um kg por semana.. cozinha dia sem dia não...é muito feijão..kkkkk.. bjokas lindeza e sucesso

    ResponderEliminar
  6. Ich kann es nicht lassen und muss gleich schreiben :-)
    Du sprichst mir so sehr aus dem Herzen.
    Ich mache es so wie du, und friere alles ein.
    Auch kleine Reste, dann wird alle zusammen z.B. in eine Paprika getan und gebraten.
    Wir haben die gleichen Ideen, stelle ich fest.
    Und viele gleiche Gedanken.
    Wunderbar, vielleicht eine Seelen-Verwandtschaft.
    Ich übersetze alles mit Google, das geht gut :-)
    Einen schönen Abend noch, hier ist es ja jetzt 18.30 Uhr.
    Umarmung und Kuss von Sophie

    ResponderEliminar
  7. Ich habe vergessen zu sagen, das die Fotos bei mir Appetit ausgelöst haben.
    Es sieht sehr, sehr lecker aus.
    (Ich liebe Essen und Kochen)

    Sophie xx

    ResponderEliminar
  8. muito bem organizada, curti a dica do lar.

    http://anitamakingof.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Já disse e vou dizer novamente, voce é muito organizada! Eu também cozinho feijão e congelo para semana toda. Aqui comemos feijao todos os dias. beijos

    ResponderEliminar
  10. Oi Nina,
    hahaha bom saber que não sou a única a congelar feijão!!
    Também não me aperto com as tarefas de dona de casa e abomino desperdício!
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga
    Depois de muito silencio, eu vim me fazer presente, trazendo a certeza que me recordo de você com carinho e amizade.
    Sinto muita saudade de não vir aqui mais vezes, mas fiquei presa no caminho, tentando resolver algumas coisas pendentes.
    Pedras aparecem pelo caminho, e delas precisamos fazer renascer lindas flores, para que nossa vida se torne um lindo jardim.
    Abraço amigo.
    Maria Alice
    Meu facebook é http://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira

    ResponderEliminar
  12. Maravilha! Quase consigo sentir o cheirinho... Adoro feijão. Beijos - além de linda, prendada...

    ResponderEliminar
  13. Oi Nina!

    Como aqui em casa só estamos eu e meu marido, também costumo fazer uma panelada de feijão, para em seguida colocar em potinhos para congelar. O que eu nunca usei no feijão foi pimentão. Para dizer a verdade, achei meio estranho. kkkkk Quanto ao teu início de texto, quero deixar aqui uma declaração: não trocaria a minha"cabeça" de 55 anos pela de 20 anos, mas o corpitcho, este sim, eu toparia em trocar... Kkkk

    Abraços, Iris,

    ResponderEliminar
  14. Facílimo!
    Usas os mesmos temperos que eu para a feijoada. Amamos cominho! Feijão sem cominho não é feijão!
    Aprendi muito com essa aula, amiga! Não que eu desconheça os benefícios e as vantagens de ter tudo pré-pronto no congelador. O fato é que preciso tirar isso da teoria. E vou fazê-lo!
    Sua feijoada ficou com um aspecto maravilhoso! Quer me chamar para o almoço??? Risos...
    Amiga querida, muitos beijinhos!
    E antes que eu me esqueça: que saudade dos passeios à beira-mar!
    Ju

    ResponderEliminar
  15. Oi Nina!
    Estou casada há pouco tempo, apenas 2 anos, mas é impressionante como mudei ao longo destes anos, no que diz respeito ao trato com a casa. Hoje em dia me sinto mais segura e organizada e assim como você sou totalmente contra o desperdício. As sobras aqui em casa sempre resultam em novos pratos e nesse processo os potes e o congelador são grandes aliados!
    Amo feijão, como praticamente todos os dias. Nossa feijoada é mais pesada, mas uma delícia, porém é impossível de comer todos os dias ou o colesterol vai para as alturas! A sua é uma versão mais leve e fiquei curiosa para experimentar!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  16. Oi Nina,

    maravilhoso será o almoço de amanhã! Gostei da dica, obrigada.

    Beijão,
    Lu

    ResponderEliminar
  17. Olá Nina , essas dicas são ótimas ,a fim de gerirmos bem o
    orçamento doméstico ,já vis-te o meu blog ,não te esqueças.
    BEIJOS

    ResponderEliminar
  18. Vc. é muito sábia com a sua cozinha.
    Adoro feijoada.
    Boa ideia essa sua de guardar as sobras e usar na feijoada.
    Otimo dia. Bjs, Nina.

    ResponderEliminar
  19. Admiro tanto seus textos...suas descrições...amo suas dicas...beijos, Penélope.
    maniasdapenelope.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  20. Eu sou a gerir, organizar, fazer compras económicas, mas depois sou péssima a cozinhar :(

    Beijinhos e bons cozinhados,
    Carminho

    ResponderEliminar
  21. Nina, precisava de ti neste momento, para me ajudares a orientar o meu dia de amanhã! :)
    Hoje estou completamente esgotada.
    Há dias que são enormes, e o corpo já não aguenta.
    As minhas energias foram até à reserva.
    Vou ter de fazer uma pausa.
    Gosto do teu modo de te organizares.
    Hoje, mudei a roupa das minhas filhas, do inverno para o verão (sobe e desce escadote), amanhã farei polpa de tomate.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Boa economia doméstica! É assim mesmo, desperdiçar comida é um verdadeiro pecado!

    ResponderEliminar
  23. Boa noite Nina, ora aqui está um excelente exemplo de como uma boa gestão do tempo aliada a uma inteligente forma de estar na vida proporciona decerto um enorme bem estar para si e para os seus. Pela minha parte agradeço-lhe muito, principalmente a energia positiva que me transmite e que me tem feito muito bem. Estou a imaginar, como amanhã , depois da caminhada o prazer que vai ser a degustação dessa maravilhosa feijoada, um prato que também aprecio. Bjs e uma ótima noite. Ailime

    ResponderEliminar
  24. Oi Nina,

    Adorei seu jeito de congelar em vidros, eu não gosto de plásticos, parece que sempre fica um resíduo. E quando congelava molho de tomates, o plástico fica inutilizado pelo ácido. É uma boa maneira de reaproveitar e evitar o desperdício.
    Bjs

    ResponderEliminar
  25. Nina yo pensé que la fechiada era un plato típicamente brasileño y usted es portuguesa no??? Yo adoro ese plato, nosotros por acá no comemos ese poroto negro

    ResponderEliminar
  26. Oi Nina... aqui comemos feijão todos os dias e a feijoada é feita com feijão preto e muita carne de porco... eu não sou muito fã de feijoada,prefiro algo mais leve... a idéia de colocar o freijão no vidro é bem legal, aqui colocamos em embalagens de plástico... beijoss!!!

    ResponderEliminar
  27. Oi Nina,
    Senti o cheirinho daqui :)
    Delícia...
    Fácil não é, rs
    Esse é o 'módulo avançadíssimo em culinária 5'rs
    Também não gosto de desperdícia!

    Obrigada, eu que fico feliz de mostrar tanto trabalho lindo lá no resumo!
    bjs

    ResponderEliminar
  28. ♡✿♡ ♡✿♡ ♡✿♡
    Merci à toi Chère Nina
    pour ces photos appétissantes ! :o)
    ce doit être très bon !!!!
    GROSSES BISES d'Asie
    et bon jeudi !
    ♡✿♡ ♡✿♡ ♡✿♡

    ResponderEliminar
  29. Nina, talvez seja por isso que gostamos de ser donas de casa. Foi-se o tempo em que ficávamos horas na cozinha, horas na pia, horas no tanque... Chamo isso de gente que sabe viver!
    Também congelo tudo. E se bobear, congelo até o marido (para não estragar e manter a carne fresca!)
    Obs.: ando mesmo meio tristonha. Qualquer hora lhe conto no "reservado".
    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Artista, gestora, modelo...

    Sou como tu no que diz respeito às leguminosas. Nunca uso as já cozidas.

    Hummmmmm...se não fosse tão cedo...

    Volto para o almoço, pode ser?

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  31. Então e há mais alguma forma de estar na vida do que não sendo insubmissa? Penso que não ;)
    Eu também acho um crime desperdiçar alimentos, por isso faço como tu, congelo e transformo, e fica sempre óptimo. Se há coisa que me deixa com os cabelos em pé, é ver casas de pessoas com os frigoríficos cheios e metade do que lá está dentro já estar fora de prazo e ir directo para o lixo, é um desperdício desnecessário. Mas a parvoíce é muito difícil de erradicar. Quando vi a tua feijoada pensei, bem isto não é para mim, e depois dei de caras com a feijoada vegetariana e pensei, a Nina é o máximo :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Bom dia! Eu simplesmente amo pimentão e louro. Aqui em casa, coloco em quase tudo. Adoro o cheiro, o sabor... comida tem que ser cheirosa!

    ResponderEliminar
  33. Se há maneira interessante de falar de feijoada, é a sua! Gostei da vegetariana, é mais a minha onda. Bjks

    ResponderEliminar
  34. Ola Nina
    Eu amo como tu gere tua cozinha,nada de desperdicio,tudo muito prático,sem perder tempo e qualidade e eu aprendo muito contigo.Marido tem sido o chefe cá em casa,vou a cozinha para limpa-la e fazer as sobremesas.Ele faz esta feijoada e eu amo.Amiga,hoje estive a plantar,plantar e penso em ti,sei que tens esta alma de camponesa,rs...lindo dia,beijinhos

    ResponderEliminar
  35. No inverno, o meu cozido à portuguesa termina em feijoada e esta em sopa de pedra! :-))
    Também sou uma grande aproveitadora de sobras!

    Abraço

    ResponderEliminar
  36. Lido assim, parece tudo tão fácil.
    Mas a verdade é que manter uma casa em ordem dá trabalho.
    Mas também sei que com organização as coisas tornam-se bem mais fáceis. Por cá, está semana está a ser complicada em termos domésticos. A ver se no sábado consigo organizar tudo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  37. É assim que tento fazer a serviçal, Clarice entender, como se guarda o feijão que vai congelar.

    ResponderEliminar
  38. Olá, passei para desejar bom fim de semana e deparei-me com esta feijoada linda, até me abriu o apetite, e eu aqui sozinha em casa a comer umas simples batatas cozidas lol.
    Também tenho o hábito de congelar assim, pois não sou muito amiga da cozinha, então tudo o que posso fazer para me poupar tempo, eu faço.
    Bem, bom fim de semana, tudo de bom, bjos doces

    ResponderEliminar
  39. Nina querida, tu és a dona-de-casa perfeita. Ideal! Quem me dera ter um milésimo do teu talento... Essa feijoada está um aptetite! Nham!
    Beijos

    ResponderEliminar