sexta-feira, 21 de março de 2014

1073 - Branco ...


... branco, maioritariamente branco, a minha cor!
Engraçado que faço esta afirmação mostrando fotos tiradas num espaço verde! Mantenho, porém, a primeira afirmação.
No que às roupas de casa diz respeito, não hesito!
Branco, sempre branco.

E neste espaço que é deliberadamente verde, verde intenso, pistáchio puro, porque é um nicho vegetal de que já repetidamente falei, o branco está presente em maioria absoluta, nos detalhes.
Como este cesto.
Nasceu na cor natural do vime e enquanto não o pintei de branco, não sosseguei.

Depois resolvi forrá-lo, desafio de respeito para a minha competência na costura.

É que para complicar a coisa, o dito tem asas o que implicou recorte no tecido e lacinhos na dobra, o que, convenhamos, lhe deu um ar super janota e meio antiguinho, muito a meu gosto. 

Na feira de Cerveira vi estas bolinhas para rematar.
Exigiu alinhavo e paciência, muita paciência.



Finalmente ficou pronto e ficou muito lindo, destinado a receber tecidos e o que mais calhar.

Foram 3 sessões de costura:
- Primeiro medir, cortar e rematar, que os fiapos enervam-me!
- Depois, coser  a base à lateral, cortar e costurar as fitas.

Finalmente, o remate, a cereja no topo do bolo, o galão às bolinhas ... coisa mais linda!
Um trabalhão, pois requereu alinhavo, que com alfinetes apenas, ameaçava desastre.

Correu muito bem e nada de frustração.
A ajudar, a minha máquina nova vinda de Inglaterra, que ainda não mostrara.
É outra coisa!
A infeliz da chinesa - uma pechincha, um presente envenenado - só me dava desgostos, com a linha partindo a cada ponto, as agulhas em estilhaços e a desgraçada, dona de forte personalidade, resolvia, porque resolvia, parar quando lhe dava na telha e ... inútil insistir! Nem para trás, nem para a frente. Ali se quedava muda e morta, engolindo pedaços de tecido!
Sofri muito!
Quase enlouqueci!
Estive a um passo de mandar a costura para o espaço!
Afinal, a culpa não era minha!
Afinal havia outra! Uma Singer pronta e disposta a alimentar os meus delirantes sonhos de costureira!
Foi, como já disse, uma experiência super gratificante!

Li, a propósito, num qualquer manual da costureira aprendiz, que o importante é não ter pressa, que o importante é ser indulgente consigo própria,que o  importante é fugir do perfeccionismo, já que, como se sabe, o ótimo é inimigo do bom!

Aprendendo sempre. Aprendendo que é sempre possível aprender!
Foi muito bom!

Beijo
Nina

33 comentários:

  1. Nina, adorável seu cestinho.

    Esse acabamento de pompom é uma gracinha!!

    Ahhh...kkkkk....sei como é quase enlouquecer por conta dessas máquinas.

    Quando a minha travou devido a minha inexperiênica, até chorei em cima da cidadã...não ia pra frente nem para trás....kkkkkk

    Mas, agora, estamos de bem, não é mesmo?? De um jeito ou de outro, já fizemos as pazes...kkk

    Querida, tenha um ótimo final de semana,

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderEliminar
  2. LINDA MAQUINA!!!
    UN POCO DE PRACTICA Y YA ESTA.
    TE QUEDO PRECIOSO EL CANASTO.
    SALUDITOS.

    ResponderEliminar
  3. Que lindo,Nina e tua que fazes aqui, mostra capricho!Adoro ver! beijos,lindo fds , o primeiro da primavera por aí! chica

    ResponderEliminar
  4. Esta marca de máquina de costura é muito boa,
    tenho uma á uns 12 anos e é pau pra toda obra.
    bjs tenha uma bom fim de semana.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Ficou adorável. E assim há um bonito contraste entre o verde das paredes e o branco do cesto. Ficou bem giro. Eu também gosto muito do branco em decoração, ou não fosse a minha casa, móveis e sofás tudo em branco, assim posso brincar com as cores e mudar almofadas, tecidos e objectos de decoração sempre que me dá vontade e sempre que mudam as estações :)
    Beijinhos Nina e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Nina,

    É isso mesmo...costurar é cultivar a paciência.
    Gosto muito da marca Singer, inclusive a minha máquina é dessa marca.
    Ds chinesinhas não posso dizer nada mas creio que só se me derem de presente pois comprar máquina chinesa não é minha pretensão.

    Não ficou bom o seu trabalho, ficou ótimo mesmo!! Carinha de antigo sendo novo, um toque vintage que adoro na decoração!! Parabéns, Nina, você é sempre muito caprichosa no que faz.

    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Nina,

    É isso mesmo...costurar é cultivar a paciência.
    Gosto muito da marca Singer, inclusive a minha máquina é dessa marca.
    Ds chinesinhas não posso dizer nada mas creio que só se me derem de presente pois comprar máquina chinesa não é minha pretensão.

    Não ficou bom o seu trabalho, ficou ótimo mesmo!! Carinha de antigo sendo novo, um toque vintage que adoro na decoração!! Parabéns, Nina, você é sempre muito caprichosa no que faz.

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. O cesto ficou mesmo janota! Adoro o pormenor do galão com bolinhas.

    ResponderEliminar
  9. Que ternura de cesto!
    Estou encantada!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Que ternura de cesto!
    Estou encantada!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. achei muito legal.

    http://anitamakingof.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  12. Olá, o cesto ficou muito giro, gosto da candura do branco :-)
    A máquina parece ser boa, eu tenho uma que tem quase a minha idade e ainda é a pedal, já pensei mandar colocar um pedal, mas ainda não me decidi ;-) apesar de velhinha, trabalha muito bem, só é um pouco cansativa.
    Bom fim de semana linda, bjos doces

    ResponderEliminar
  13. Ficou linda! Com a máquina nova vão sair mais preciosidades, aposto! Bom domingo.

    ResponderEliminar
  14. Yo recuerdo esas antiguas máquinas de coser Singer de color negro que usaba mi abuelita. Hasta en eso cambia todo.

    ResponderEliminar
  15. Nina..não percebo nada de máquinas...a não ser a velhinha do meu pai!
    Quanto ao cesto...ficou lindo! Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  16. Ficou muito bonito o teu cesto. E o remate às bolinhas fez a diferença.
    Imagino a trabalheira. Quanto à cor de roupas para casa além de gostar dos brancos, gosto também muito dos estampados.
    Querida, um bom fim de semana para ti. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  17. Nina, você é ótima em suas considerações!!! está certíssima em desistir da tal chinesa. Agora sabes que o problema não era seu - era dela!!!! Veja que cesto lindo!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  18. O cesto ficou muito bonito Nina, esse galão de bolinhas deu um toque todo especial.
    Que máquina linda amiga, já estou imaginando as artes que vais fazer com ela. Com certeza serão belas...
    bjus!

    ResponderEliminar
  19. Mas que requinte! o cesto ficou mesmo lindo!!
    Agora com a máquina nova suspeito que vai haver grandes obras...
    ~Bjs

    ResponderEliminar
  20. NINA,
    já fazia algum tempo que não visitava as amigas...decidi dar um giro, a começar pela sua casa....Os seus textos são bárbaros...Gosto de os ler . Sobre alinhavar, já cheguei a conclusão que comigo os alfinetes não funcionam...Tenho que alinhavar mesmo..., senão é trabalho dobrado...Tudo muito bonito...beijinhos e feliz final de semana

    ResponderEliminar
  21. You are always so patient, Nina, and I really admire that. You will create even more treasures with your beautiful new machine. Love the basket! Enjoy your weekend, sweet friend. xoox

    ResponderEliminar
  22. Lindo!!Sua máquina é igual a minha, aqui se chama Singer Faciita, é ótima!!bjs.

    ResponderEliminar
  23. Que cesta linda, Nina! Não tenho habilidade para forrar cestas, embora queira tanto!! A sua ficou perfeita, mesmo. E toda branquinha, muito fofa e delicada.
    A Singer é linda, parabéns. Tenho uma japonesa, Brother, que adoro.
    Realmente, costurar exige paciência e perseverança. Eu não me separo do manual da minha máquina!
    Querida Nina, tenha um ótimo fim de sábado e um ótimo domingo.
    Beijinhos
    Ju

    ResponderEliminar
  24. Olá Nina, que belíssimo ficou o cesto e o forro uma maravilha! Admiro o seu enorme bom gosto! O remate é lindo!
    Sobre a máquina, esta sim! Para a NIna que sabe coser os trabalhos ficam perfeitos.
    Eu seria incapaz de fazer fosse o que fosse, porque logo desencorajada em criança;))! Partia as agulhas, não tinha jeito, etc. e fui-me desinteressando, mas admiro quem sabe! Beijinhos e bom fim de semana. Ailime

    ResponderEliminar
  25. Olá Nina.
    Que cesto tão lindo adorei.
    Bom fim de semana e Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  26. Nina, o cesto ficou lindo, mas o que me prendeu os olhos foi essa máquina
    fantástica, maravilhosa, a minha é como a tua antiga, quando decide fazer
    greve, não há quem a demova, beijos amiga

    ResponderEliminar
  27. Hola Niña querida adore ese canasto y que bueno tener una buena máquina de cocer!!

    ResponderEliminar
  28. O cesto ficou muito bonito, valeu o esforço investido! Mesmo que não seja para ficar na divisão da casa onde tiraste as fotos, fica tão bem em contraste com o verde :)
    Bj

    ResponderEliminar
  29. Nina,

    Que lindo esse cesto forrado e que doçura esses pompons. Amei.
    Parabéns.Besitos

    ResponderEliminar
  30. Oi Nina, ficou linda a sua cestinha, as bolinhas são um charme e a máquina tem cara de profissional, rsrsrs beijosss!!!

    ResponderEliminar
  31. Singer es la mía, más antigua que esta, y cuantas alegrías me sigue dando;)
    un beso

    ResponderEliminar
  32. Belo cesto! Entendo sua frustração com sua antiga máquina de costura. Eu já tive experiências desagradáveis com diversos "made in China".

    Beijinho,
    Valéria Garcia

    ResponderEliminar