domingo, 2 de novembro de 2014

1235 - Pudim de Pão com Caramelo

Já aqui repeti que não gosto de desperdícios, princípio que se aplica a todos os aspetos do dia a dia, incluindo - principalmente - a comida.
Daí que, com o apoio dos eletrodomésticos disponíveis, administro a minha cozinha, sem me privar de nada, mas fugindo ao esbanjamento, atitude um tudo nada burra -que me perdoem os esbanjadores!


Por exemplo, o pão!
Congelo em saco próprio todo o pão que sobeja e, quando me parece que a quantidade é suficiente, trato de com ele preparar um prato apetitoso.
Às vezes, limito-me a fazer torradas, croutons ou pão ralado.
Outras vezes, preparo uma açorda e por aí vamos, dando livre curso à imaginação.

Para hoje, resolvi aplicá-lo numa sobremesa e fiz um maravilhoso Pudim de Pão com Caramelo.

Preparei o caramelo com 200 g de açúcar e 1 colher de chá de água, que ferveram até ser atingida esta bela cor.

Com todos os cuidados - que queimadura de caramelo é experiência a evitar a todo o custo - forrei esta forma, rodando, rodando e rodando de modo a que aderisse à superfície o que, além de garantir um sabor delicioso, impedirá que o pudim "agarre" no momento de desenformar.
Depois, passei à preparação, assim:
INGREDIENTES

Miolo de pão - 1/2 kg
Leite - 1/2 litro
Açúcar - 250 g
Vinho do Porto - 1 cálice
Gemas de ovos - 4 + 2 ovos inteiros
Manteiga (Becel) - 1 colher de sopa
Limão - raspa da casca de 1

PREPARAÇÃO

Corta-se o pão em bocados que se cobrem com o leite a ferver.
Junta-se a manteiga e mistura-se com a batedeira.
Acrescenta-se o açúcar, a raspa de limão e os ovos.
Bate-se até que a mistura esteja perfeitamente homogénea.
Despeja-se na forma previamente preparada.


Assa em forno a 180 graus, num tabuleiro com água quente - banho-Maria - durante cerca de 1 hora

Está pronto.
 Desenforma-se para um prato de serviço, mantendo a forma sobre o pudim, até que arrefeça completamente e deixe que todo o caramelo se solte.


- É calórico?
- É!
Mas é igualmente delicioso e lindo.
Come-se só um bocadinho (de cada vez) o que o torna perfeitamente inocente.
Garanto!

Beijo
Nina

29 comentários:

  1. Adorei a sugestao. E pode sempre reaproveitar pao o que e muito bom.

    ResponderEliminar
  2. Nina, querida
    Há muitos anos não como pudim de pão! Lembro que minha mãe fazia para aproveitar sobras de pão e acrescentava frutas cristalizadas. Com vinho do porto como ingrediente nunca experimentei.
    Realmente é muito bom!
    Beijinhos
    Ju

    ResponderEliminar
  3. Uuhuh delicia! Nina,voce é uma verdadeira administradora do seu lar!
    O admiro muito e aprendo muito,muito mesmo contigo.
    Linda noite,beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Delicioso!! Amei a dica para congelar o pão e depois aproveitá-lo!!
    Uma ótima semana pra você!
    bjo
    Denise

    ResponderEliminar
  5. Lembrei-me muito de minha mãe, que sempre fazia esse pudim quando éramos crianças...

    ResponderEliminar
  6. Hum... mas que delícia! Já estou com água na boca... adorei a receita e tenho mesmo que experimentar. Se bem que na minha casa nunca sobra pão, sou eu que o faço (não na máquina, à mão mesmo), fica sempre bom e come-se todo até à última migalha!
    Obrigada pela deliciosa partilha, Nina querida! :)

    ResponderEliminar
  7. Budín de pan o tostadas son el destino perfecto para el pan que quedó un poco duro. Ambas opciones son deliciosas.

    ResponderEliminar
  8. PRECIDO AL MIO...QUE HACIA MAMA.
    LE PONGO PASAS DE UVAS MANZANAS,,,
    Y ME ENCANTAN,
    ASI NO SE PIERDE EL PAN.
    TIENE MUY BUENA PINTA.
    SALUDITOS

    ResponderEliminar
  9. Deve ficar uma delícia, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  10. A minha Mãe fazia um pudim semelhante e era muito bom. Vou ficar com a receita para quando tiver visitas, porque só para os dois não vale mesmo a pena. Costumo aproveitar o pão que sobra em torradas, fatias douradas, e no Inverno em açordas. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Sua amizade sempre foi muito importante para mim
    sem duvidas acredito ter lutado muito nesses anos
    embora poucos estavam comigo a quase dez anos atrás.
    Hoje estou passando para deixar um
    pouco do perfume que ficou no frasco.
    Embora tenha capacidade de entendimento,
    que passado é perfume de primaveras mortas.
    Agradeço por tua amizade tão especial,
    e por me fazer sentir que ainda sou
    alguém com quem você se importa.
    Deus te abençoe ..sempre..
    Um abraço grande ,
    e especial.
    Com muito carinho.
    Evanir.
    Tenha uma linda ,
    e abençoada semana..
    Eu amo vir a seu blog gosto imenso.
    Em 14 de Julho 2013..
    Hoje posso chamar de ano dourado..
    Estou matando saudades!!

    ResponderEliminar
  12. ¡Mmmmmmm, seguro que está riquisimo!
    Besos.
    Chary :)

    ResponderEliminar
  13. Vaya postre tan rico y qué buenísima combinación de ingredientes.
    Me gusta mucho!!
    Besos.

    ResponderEliminar
  14. ok...vou confiar em você!!....só um pedacinho inocente...kkkkkk

    Eu também tenho o costume de congelar as sobras de pão...

    hummmm....completamente atortoada com esse pudim com vinho do porto...

    Quero experimentar!

    beijinhos, Nina, tenha uma semana bem bonita!

    ResponderEliminar
  15. Penso que nunca provei pudim de pão.

    Vou ficar com a receita.

    Pelo aspecto tem que ser divinal!

    As fotos "falam"...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. ahahaha, gostei dessa parte do "come-se só um bocadinho (de cada vez)" :)
    Ficou bem bonito, de certeza que estava óptimo.
    Boa semana Nina !!
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Nina...também sou muito "poupada" na cozinha e não desperdiço alimentos!
    Eu faço pudim de pão...dentro da mesma linha e gosto bastante!
    Fiquei curiosa...quanto ao aspeto da fatia...pois o pudim que faço...forma duas camadas...dando um "ar" bem interessante!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  18. Hallo Nina, ich komme☺☺!!!
    Beijos schönen Tag
    Crissi

    ResponderEliminar
  19. Nunca fiz nem comi pudim de pão, mas a tua foto até me deixou com vontade de guardar a receita.

    ResponderEliminar
  20. Que delícia!
    Aqui não sobra pão, depois que comprei a MFP.

    ResponderEliminar
  21. Nina que delicia de pudin, me lo comería todo.
    Linda semana desde Costa Rica.

    ResponderEliminar
  22. Lendo seu post, depois do almoço, me deu vontade de provar uma fatia desse teu pudim. Está com um aspecto tão bonito!!
    Tb não gosto de desperdícios.
    Boa semana, Nina. Bjs

    ResponderEliminar
  23. Boa tarde Nina, também aproveito todo o pão para as mais variadas aplicações!
    Por vezes faço a tal açorda que todos aqui apreciamos, torradas, etc!
    Adoro pudim de pão e o seu ficou com óptimo aspecto!
    Agora com o tempo mais fresco começa a apetecer uma coisa mais docinha! E esse pudim deve ser muito saboroso!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  24. Hummmm o aspecto está maravilhoso! Tenho certeza que o sabor está perfeito! beijos e ótima semana

    ResponderEliminar
  25. Oi Nina, este pudim é uma das especialidades da minha mãe, é delicioso, hummm deu saudade agora... beijosss!!!

    ResponderEliminar
  26. Olá!
    Com licença vou pegar a sua receita, só não sei quando vou fazer, pois aqui somos dois só...e aí fica muita coisa. Ficou com uma cara ótima!

    Beijinhos!.

    ResponderEliminar
  27. Nina, querida

    Essa receita é deliciosa. Por aqui também fazemos esses reaproveitamentos e pudim de pão servido bem geladinho em nosso verão de 37ºC é super refrescante.

    Bjs

    ResponderEliminar
  28. Querida amiga,
    entre a tua receita, a da Maria da Graça e a minha... venha o mais guloso e escolha! Eu coloco menos açúcar, tanto queimado como no interior, e uso mais ovos. Vou "cruzar" as receitas e fazer um para os gulosos cá de casa... e para mim, que gosto imenso de tudo o que leva pão!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar