domingo, 8 de fevereiro de 2015

Faz / Desfaz!



Foi isto!
Depois de ter costurado duas carreiras de "quilting" tive a desagradável surpresa de constatar que ficaram pavorosas!
Limitações da máquina ou da costureira, não sei!

Sei que para grandes males, grandes remédios e desfiz tudo, pontinho por pontinho, uma trabalheira infernal, concluindo que o melhor seria fazer o trabalho manualmente ... como antigamente!



Alinhavei, depois de ter colocado muitos, muitos alfinetes, ao longo das costuras
que decidira pespontar, começando pelo meio da manta, como manda o figurino!

 Agora, já noite, consegui completar três das dez costuras, com resultado muito satisfatório!

Consegui, igualmente, deixar a sala em pantanas, porque a mesa foi necessária para esticar muito bem o trabalho.
Continua em pantanas, desarrumadíssima, mas não vale a pena preocupar-me com a estética, já que a mesa é necessária para alinhavar cada costura.

Num site inglês, li que este trabalho,o quilting,  a etapa final do patchwork, é frequentemente entregue a profissionais com máquinas capazes de concluir a obra.

Não me parece que, por aqui, exista esse recurso, o que é uma grande pena!

Assim sendo, mãos à obra!

Beijo
Nina





24 comentários:

  1. Olá Nina,

    pena que teve que descosturar..., mas, se não estava bom, fez o certo! Aguardo, sei que você conseguirá dobrar o desafio flor!
    Tenha uma maravilhosa semana.
    Beijão,
    Lu

    ResponderEliminar
  2. Nina, estás a usar o walking foot?
    Diria que com as nossas máquinas é difícil conseguires um quilting que te satisfaça sem o walking foot...

    ResponderEliminar
  3. QUE TRABAJO!!!!
    DESCOSER ES ESPANTOSO!!!
    YO LO ODIO.
    PERO TE QUEDARA PERFECTO.
    SALUDITOS

    ResponderEliminar
  4. Não percebo lá muito bem, mas parece-me que essa é a parte mais trabalhosa. Tinha uma avó que fazia mantas com retalhos e depois forrava-as com flanela. Não faço ideia quanto tempo levava a fazer uma manta, mas lembro-me muito bem delas nas camas.
    Tem uma boa semana. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Com paciência, levas a cabo o teu trabalho, não me parece que seja
    dificil o término, beijo Nina

    ResponderEliminar
  6. Da igual el tiempo que tardes, al final estarás encantada con ese precioso trabajo terminado.
    Besos.
    Chary :)

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso trabalho! Quem faz com amor, faz bem!

    ResponderEliminar
  8. Gosto do tecido.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Nina...eu deparo-me com o mesmo problema: a máquina aqui de casa...do meu pai que foi alfaiate...está ao jeito dele e manhosa...tira-me do sério...vezes sem conta...e eu...que de costureira..não fiz profissão...adoro costurar...mas falta-me o curso de corte e costura!
    No meu de tudo isto...está uma prima...costureira de mão cheia...que me presta auxílio...sempre que preciso!
    Como a entendo...uma vez que vi-me grega para fazer um pano de natal...nesta bela arte...de costurar com gosto e beleza!
    A seu tempo...vai ser um sucesso!!!
    ...bj e boa semana

    ResponderEliminar
  10. Nina, nunca fiz trabalhos grandes assim, mas imagino a trabalheira... mas sem trabalho não se consegue nada e no final o orgulho de ter sido feito por você é maior que tudo! Gostei muito da composição da cores e certamente ficará linda!Bjs!!!

    ResponderEliminar
  11. Mi dispiace che hai dovuto fare e disfare però il risultato ultimo è veramente bello.

    ResponderEliminar
  12. Oi NIna, ainda bem que você é bem persistente, acredite no final vai valer a pena todo este trabalho... beijosss!!!

    ResponderEliminar
  13. Looks great, will be wonderful!
    Have a nice week.:*

    ResponderEliminar
  14. Nina,tu és disciplinada,vais vencer,linda semana,beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Nossa, que coragem de desfazer aquele trabalho todo! Mas com certeza vai valer muito a pena!
    Beijo

    ResponderEliminar
  16. Boa noite Nina, meu Deus, tem mesmo muita paciência!
    Que fica bonito fica, mas que dá muito trabalho, dá!
    Mas claro com gosto e a arte no coração tudo se consegue!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  17. Nina, também já enfrentei essa inglória situação!!! Não consigo fazer quilt a máquina....faço a mão e pronto....abraços

    ResponderEliminar
  18. Nina, não desespere, vai vencer esse cabo das tormentas. Eu nunca fiz patchwork, mas tenho ideia que para "quiltar" existe um "pé" específico, que se adapta a qualquer máquina de costura.
    Coragem, paciência, há e já me esquecia de lhe dizer que as combinações dos tecidos estão alegres, mas ao mesmo tempo sóbrias, Parabéns.
    Bom trabalho
    Um beijinho
    Manuela

    ResponderEliminar
  19. Tener que descoser es horrible pero te está quedando muy bonita.
    Besitos

    ResponderEliminar
  20. Eu acho essa arte por demais trabalhosa!! Minha irmã que faz patch, quando faz uma colcha ou um quadrão de parede, manda quiltar fora, naquelas máquinas que caminham a mesa inteira. Só faz a mão peças que caibam na mesa dela...

    bjinhos

    ResponderEliminar
  21. Nina

    Por aqui, tantas mulheres fazem quilt em casa mesmo sem precisar terceirizar. Creio que sendo a peça muito grande e você novata, é que ocorreu tal dificuldade a ponto de ter que desmanchar. Eu também não sei fazer quilt mas SE FIZER começarei por peças pequenas.
    O relato da tua experiência me fez chegar a esta conclusão.

    Vê como você, de muito longe, sempre ajuda quem está a milhas de km distantes?? Então...muito obrigada, Nina.

    Cada vez que você posta fotos de tua manta, percebo que mais linda está ficando. Tens jeito com costuras.

    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Descosturar é mil vezes mais complicado que costurar.
    Eu nem sei o que faria.

    ResponderEliminar
  23. Con paciencia todo se arregla!!
    Un beso.

    ResponderEliminar