quinta-feira, 4 de junho de 2015

Quando chegar o frio ...

Quando chegar o frio - que vai chegar num instante ... já sabemos que o nosso Verão é curtinho ... - não irei tiritar, nem bater o dente, arrepiada, porque sou criatura previdente, assim tipo formiga, que nos momentos de lazer, ocupa as mãos com muito prazer. Tricotando!
Gosto muito de tricotar, muito, muito! Mais que qualquer outra atividade manual, embora no tricot seja e sempre serei uma aprendiz.

Há tempos, encantei-me com o PONTO ESTRELA.

 Depois de vários percalços que se traduziram em repetidos faz / desfaz - esta a minha verdadeira especialidade - lá atinei e dei início ao que virá a ser, num futuro que pretendo próximo, um casaco.

Pois bem, sem fazer força, sem esforço, em verdadeiro modo "piloto automático", as costas do casaco crescem, lentamente, mas crescem e, bem antes da chegada dos rigores do Inverno, termos casaco - lindo e único!

Imagino um conjunto em branco total - um luxo!

Ou combinado com jeans - um espanto!

E assim me divirto, imaginando, inocentemente, coisas!

Não me canso de repetir que o tricot foi, na minha vida, uma descoberta imensamente gratificante, porque diverte, porque paga altos, altíssimos dividendos.

A ideia um pouquinho preconceituosa ( e algo tolinha ...) de que o tricot é coisa de velhinhas é absolutamente absurda.

Tricotar é criativo, é altamente rentável e imensamente prazeroso.
Tricotem, amigos!
Aceitem o desafio e tricotem!
Comecem com um cachecol em ponto liga/ tricô! Sem dificuldade, sem erro, sem truque!
Sempre a direito, o cachecol cresce e o ponto aprimora-se, que nisto como em tudo, aprende-se a fazer, fazendo!
Quanto mais repetirem, mais fácil, mais automática a operação.
E já que estão no cachecol, por favor, nada de somitiquices! O cachecol quer-se grande, quer-se imenso, dando voltas ao pescoço.

Pronto! A tia Nina disse da sua justiça!
Está dito!

Beijo
Nina

35 comentários:

  1. Simply gorgeous, I love knitting too though i haven't done it for sometime now.

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito desse ponto..
    Agora com o calor não consigo fazer nada. As mãos ficam transpiradas. o fio molhado e é muito incómodo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Deve ser bem bonito e quentinho, não conhecia esse ponto, mas adoro fazer ponto de cruz.

    beijos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mostra as tuas artes em ponto de cruz!
      Bom domingo.
      Beijo

      Eliminar
  4. você è uma mulher de muitas artes, quero muito aprender a fazer trico,
    mas acho que não consigo, porque não tenho ninguém aqui pertinho de saiba.
    com o crochê aprendi quase sozinha, vendo videos na internet, ma so trico parece outros outro paio de mangas.
    adorei sua mesinha brnaca.
    agora estou totalmente envolvida com a costura, lendo, vendo videos, comprando do revista, por enquanto os meus feitos, não sao dignos de serem mostrados, mas um dia eu chego la rs

    bacione


    http://dicadecosturadefifia.blogspot.it/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho a menor dúvida que conseguirás aprender a tricotar. Aqui, nas lojas que vendem lãs há cursos onde se aprende a tricotar.
      Tu é que és uma mulher de 1000 artes. A costura é igualmente uma atividade apaixonante.
      Tem um bom e produtivo domingo.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Muito bem dito sim senhora! E o que eu gostava de saber tricotar! É uma pena nunca ter tido ninguém que me ensinasse pois adorava saber, mesmo que não fizesse (tal como o ponto cruz, sei mas já há anos que não faço)! Que belo casaco vai sair daí! E o melhor de tudo é que assim usas peças giras e únicas! Moda é aquilo que nós quisermos! Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás sempre a tempo de aprender. Acredita que é viciante.
      Beijo

      Eliminar
  6. Hola Nina, qué bonito punto, y qué bien sienta hacer lo que a uno le gusta!! A mí esto de la lana no se me da bien, lo único que me salen son agujeros... pero bueno, hay otras cosas y siempre es una satisfacción hacerlas y aprender. Besos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alicia, não tricotas, mas cozinhas como ninguém!
      Beijo

      Eliminar
  7. Tudo que se faz por prazer torna-se um lazer. Acredito que seja isso que acontece contigo ao tricotar.
    O ponto é singelo e bonito.
    Já aprendi a fazer trico, mas faz tempo.
    Bjs, Nina.

    ResponderEliminar
  8. Me encanta cómo te quedó. Y tampoco creo que tejer sea cosa de viejitas, creo que es un arte difícil que no cualquiera tiene.

    ResponderEliminar
  9. bem quando vier o frio, ja tas bem preparada!

    ResponderEliminar
  10. Oi Nina.
    É bem verdade que há um certo preconceito com o tricot, mas na prática não é como funciona. Eu tentei aprender na infância e como não levo muito jeito para essas coisas, o único que aprendi foi colocar a lã nas agulhas, o resto, confundiu-me toda, hahahaha!
    Parabéns pelas peças, sou fascinada por sueter, cachecol e já vi colchas de tricot lindas.
    Beijos.

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderEliminar
  11. Também adoro tricô, foi a minha primeira arte infantil, digamos assim. Bem, a par do croché, assim está melhor!
    Adorei o ponto, adorei o fio e acredito piamente que te está a dar muita alegria. Sei que o que daí vai nascer te vai cair como uma luva!
    Eu ando um tanto perdida, com tamanha trabalheira de fim de ano letivo, mas estou doidinha por voltar às artes... :(
    Beijinho grande e mostra, mostra, vai mostrando que eu fico embevecida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lete, querida, tadinha!
      Essa papelada é de enlouquecer!
      Pensa que está quase a acabar.
      Bom domingo.
      Beijo

      Eliminar
  12. PRECIOSO ESE PUNTO!!!
    QUE RAPIDEZ PARA HACER LOS TEJIDOS...
    CHAUCITO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este ponto faz-se muito rapidamente. Experimenta!
      Beijo

      Eliminar
  13. Gosto muito do ponto estrela, mas ainda não tentei fazer.
    Aqui no Rio o tempo começa a esfriar, nosso inverno começa dia 21. Estou louca para tricotar, mas continuo com a tendinite no ombro. Claro que nossas peças de inverno são sempre leves, comparadas com as da europa. Mas eu adoro o inverno do Rio Janeiro. Tem um solzinho pela manhã e esfria ao anoitecer. Uma delícia!
    Concordo com você que tricô não é coisa de velhinhas. Aprendi aos 10 anos de idade, muito menina.
    Fazer um cachecol é um ótimo desafio para iniciantes e pessoas com pouco tempo livre. Fica pronto rápido animando a tricoteira a fazer outro, outro e outro.
    Fazer tricô ou crochê é uma grande terapia. Abaixo um link falando sobre os benefícios dessas artes:
    http://m.mdemulher.abril.com.br/estilo-de-vida/o-croche-pode-ser-um-grande-aliado-para-o-bem-estar
    Beijos e bons tricôs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gladys, enquanto não recuperar o seu ombro, não deve solicitá-lo.
      Muito obrigada pelo link.
      Vou espiar.
      Beijinho

      Eliminar
  14. Nina

    Lindíssimo esse ponto.
    Por aqui estamos no Outono e é quando começo a procurar meus tricots. Como é bom tricotar nas épocas mais frias. Eu adoro!!
    Seus trabalhos são inspiradores.

    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde Nina,
    Que ponto lindo esse! Vai ficar um conjunto maravilhoso!
    Tricot não é coisa de velhinha, não!
    Há anos atrás, nos transportes públicos (comboio;)), viam-se imensas jovens tricotando belíssimos trabalhos principalmente para crianças!
    Eu preferia ler, mas volta e meia fazia crochê!
    Tricô não é o meu forte, se é que tenho algum ponto forte, e cada vez menos tempo!
    Tem razão não tarda já temos aí o inverno de novo! Que coisa esta! O tempo passa num ápice!
    Vamos desfrutando...!
    Beijinhos,
    Bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ailime, convido-a a iniciar um tricot ainda que simples. É muito gratificante,
      beijinhos

      Eliminar
  16. Estás aí a falar de frio e eu a derreter ao ver o casaco :P O ponto fica muito giro! Não percebo nada de pontos mas o efeito fica adorável :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois acho que seria um investimento. Começa com uma coisinha simples e vais ver que não queres outra coisa.
      Beijo

      Eliminar
  17. Acho os pontos de tricô mais bonito que os de croché.

    ResponderEliminar
  18. Que lindo Nina, como queria aprender, ja faz tempo q fiz trico quando estava gravida da minha primeira filha a 22 anos atras consegui fazer um sapatinho p ela com minha vovó me ensinando, ela me ensinou a fazer crochê também o qual sempre dominei melhor, mas adoraria voltar a fazer trico, poxa deve ser uma satisfação poder ver concluído um trabalho tao lindo assim, parabéns minha amiga por tao grande talento...
    beijos da Edna

    ResponderEliminar