domingo, 26 de julho de 2015

QUICHE DE COURGETTE



Há que comer vegetais!
Ainda que não abracemos a causa do vegetarianismo - repito - há que comer vegetais. Muitos. Cada vez mais. Na proporção inversa da carne. Isto é, cada vez menos carne, cada vez mais vegetais.
Isto, sem que se adopte a atitude um tanto ou quanto sádica de encher o prato- o nosso e o das crianças - com montanhas verdes. É que, está cientificamentecomprovado ser contraproducente e provocar acessos de profundo ódio face às verduras.
Em criança - lembro bem - odiava. Até a sopa tinha que ser passada, reduzida a creme, tal a minha aversão.
Depois, ouvia piadinhas que me apoiavam:
- Verdura é a comida que a comida come!

Infame, reconheço.

Com o tempo, à medida que criei juízo, eduquei-me e aos poucos deixei de recusar "a comida que a comida come"!

Felizmente, a culinária evoluiu, cresceu, alindou-se, aperaltou-se em combinações que definitivamente promoveram "a comida que a comida come".
Nasceram, cresceram, multiplicaram-se sob a forma de "Quiches".


Tão bons, tão bonitos, tão irresistíveis, tão ativos no consumo de vegetais.
Esta receita que repito incessantemente, publiquei-a nos primórdios deste blogue.
Outro dia, por acaso, saltou-me aos olhos e decidi reeditá-la, até porque, na sua primeira aparição, teve p'rá aí 2 ou 3 leituras - que era a minha média diária, em dias bons!
Assunto daria para outro post, que não este.

Neste vamos cozinhar Quiche de courgettes que mais não é que a abobrinha brasileira.

Precisamos de:

1 em balagem de massa folhada
20 g de manteiga
2 courgettes grandes
1/2 pimento vermelho
3 cebolas
bacon fatiado
3 colheres de sopa  de azeite
salsa picada
2 ovos
30 cl de nata
50 g de queijo Gruyére ralado
sal e pimenta


Preparamos assim:

Forrar uma forma de fivela, untada com manteiga,  com a massa, que picamos com um garfo, dando-lhe uma p´re cozedura a 200 graus, durante 10 minutos.

Lavar e cortar em rodelas finas a courgette e o pimento.

Cortar as cebolas finamente. 

Num tacho, fritar o bacon e os legumes regados com o azeite durante 10 minutos - temperados com sal e  pimenta.

Polvilhar com a salsa.

Colocar os legumes sobre a massa folhada e regar com os ovos batidos e a nata.
Polvilhar com o queijo ralado.

Assar durante 30 minutos.

Em vez da sopa, como acompanhamento, como prato principal - decidam!
É sempre ótimo. E saudável!

Se ao menos, quando eu era pequena, cozinhassem quiche em vez de brócolos ...  ter-se-iam evitado cenas lamentáveis - de que ainda hoje me envergonho!


Beijo
Nina

38 comentários:

  1. Ah... parece muito deliciosa, Nina!

    Tenha uma semana muito feliz, minha amiga!

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Que linda que ficou! E deliciosa que é! Adoro quiches!

    ResponderEliminar
  3. Humm que bom!
    só tenho pena de o marido não gostar de quiches, senão saia mais vezes! faço de longe em longe.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta esta. Quem sabe o marido muda de opiniao?
      beijo

      Eliminar
  4. eu acho que sempre fui anormal desde criança... nunca recusei nem as verduras.. nas verdade em se tratando de comida, nunca recusei NADA kkkk
    mas confesso que nem sei do que se trata os tais courgettes..kk
    bjokas lindeza e sucesso

    ResponderEliminar
  5. pelo que entendi numa rápida espiadela no "tio google".. são abobrinhas..rs.. e se realmente forem.. adoro..rs

    ResponderEliminar
  6. Post novo no blog.. saído agorinha..kkk.. sobre lchf.. é low carb high fat... do meu total de calorias só 5% são carbos, 35% são de proteínas e 60% são de gorduras (carbo só pode ser proveniente de legumes e verduras).. basicamente é isso.. mas google pode lhe dar um estudo detalhado.. No aplicativo myfitnesspal pode ver meu cardápio, o link tá la na lateral do blog.. e o bolo??? ah o bolo!!! tá no post..kkkk.. bjokas

    ResponderEliminar
  7. Nina

    Adoro quiches até mesmo com vegetais que sempre gostei desde criança mas não entendi o real significado de "- Verdura é a comida que a comida come!". Por aqui nunca ouvi isso, até onde eu lembro.

    Bjs.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatinha, para os carnioros, verdura é comida que a comida come.
      beijinhos

      Eliminar
  8. Boa tarde Nina, que quiche deliciosa e com óptimo aspecto.
    Um dia destes vou experimentar!
    Aqui em casa todos vão adorar!
    Um beijinho e obrigada por partilhar.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo muito boa. Quando experimentar, conte.
      beijo

      Eliminar
  9. Preciso comer mais verduras.
    Por conta do meu namorido, tenho comido mais frutas e bebido mais água.
    Tenho problemas, vez por outra de intestino, e acredito que seja por conta disso.
    Gosto de quiches, mas nunca fiz.
    O seu está com aparecia muito boa.
    Aproveito para desejar uma ótima semana. Bjs

    ResponderEliminar
  10. Que ótimo aspeto Nina! Eu também fazia parte do grupo das avessas a vegetais e fruta, tenho tentado educar-me nesse sentido... e tentei que o mesmo não acontecesse com a minha filha, sempre lhe dei a provar de tudo, mesmo alimentos que eu não gosto e felizmente resultou, ao ponto de numa ida a um shoping eu pedir para almoçar um prato de carne grelhada com batatas fritas e um refrigerante e ela pedir carne grelhada com arroz e bróculos e uma água (isto com 5 anos de idade), confesso que fiquei envergonhada com a minha escolha e orgulhosa da escolha dela :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vergonha! Experimenta esta quiche. É muita boa.
      beio

      Eliminar
  11. Gosto muito de quiche, só não faço mais por causa dos ovos (com muita pena minha...). Mas é uma solução bem saborosa para comer vegetais "disfarçados". E agora com tantas courgetes que tenho na horta é uma boa sugestão :)
    Beijinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina, acho que pode fazer sem ovos. Acrescenta umacolherzinha de maizena. Funciona igual.
      beijo

      Eliminar
  12. Nina...eu sou fã de quiches!
    Curiosamente não dou uma pré cozedura à massa...e não uso natas!
    Esta é uma boa sugestão!
    Também eu tenho vindo a mudar meu comportamento a nível do cozinhar...sobretudo desde que passo meus dias na aldeia!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que pode omitir a pre-cozedura. É tao bom!
      beijo

      Eliminar
  13. Hola Nina, pedazo de quiche que has preparado!!! Se ve riquísimo y además está muy bien lo de aumentar el consumo de vegetales. Besos.

    ResponderEliminar
  14. Que delícia!! obrigada pela receita:)) em casa fomos criados mais com verduras e legumes mesmo kkk tinhamos horta, pomar, um mundaréu de terra pra plantar e colher:) carne, e de galinha, só nos domingos especiais... então até hoje, eu a familia somos adeptos ao verde:)

    bjinhos

    bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atualmente essa é uma tendência. Há muitos pais que criam os filhos como vegetarianos.
      beijo

      Eliminar
  15. Delícia Nina! Estou enjoada da massa pronta folgada depois q uma amiga Francesa me festa provar a sua massa folhada caseira.Assim q ela me der irei postar no blogue, beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Oi Nina, por aqui nós somos fãs dos vegetais, todos os dias comemos um vegetal cozido e outro crú em forma de salada... este quiche de abobrinha me deu água na boca, receita anotada!!! beijosss

    ResponderEliminar
  17. Cada vez como mais vegetais, diariamente. Experimenta a quiche e depois conta se aprovaste.
    beijinho

    ResponderEliminar