segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Eu e a costura ...


Não somos as melhores amigas, não! 
Quero eu com isto dizer que tenho momentos, fases, excitações.
Às vezes apetece-me tanto que não consigo adiar, não permito que a falta de um componente boicote a ação. Às vezes ...

Depois passa!

Posso então ficar semanas sem me aproximar, o que é mau.
 É mau, principalmente, quando tenho o que quer que seja começado, aguardando feliz desenlace que, enquanto não ocorre, corresponde a um quadro de desarrumação terrivelmente inestético.


Foi assim com esta colcha ...

Num acesso de desmedido entusiasmo pus-me a cortar quadradinhos, dezenas e dezenas de quadradinhos.
A seguir costurei-os.
Depois liguei-os através de faixas em tecido branco ...
Fácil e divertido, até aqui.

A fase penosa estava por acontecer - refiro-me ao forro, à manta térmica cosida pelo avesso.
Aí esmoreci.
Foram dezenas e dezenas de alfinetes juntando as partes.
Depois foi pespontar os quadrados ligando-os ao forro ...


Comecei a tarefa cosendo ponto por ponto à mão!
Fartei-me, tal a trabalheira monótona e medieval - sim, porque estes trabalhos são imaginados como divertimento e nunca como suplício.

Tentei coser à maquina ...

IUPPIIII!!!

Resultou!
 E tudo se desenrolou com deliciosa desenvoltura.

Bem sei que as mulheres dos primeiros colonos a chegar à América não dispunham de máquina de costura.
Bem sei!
Bem sei que concretizaram o Patchwork pontinho a pontinho.
Bem sei!

Mas também sei que não sou mulher de nenhum colono a desbravar os confins do faroeste e que se tenho uma máquina de costura há que dar-lhe uso.


Portanto ... Socorri-me das facilidades da civilização ...

... concluindo com enorme sucesso a tarefa que não havia maneira de ser concluída.

Ficou linda e leve e quente e alegre, prontinha para ser colocada na cama.

Eu?
- Numa imensa alegria, como é suposto!

Arrumei a tenda, pus ordem no caos e, ainda por cima, fui bem sucedida na empreitada.

Para já, por uns tempos, quero distância da costura.
Não é, porém, um adeus!
Não!
É um mero "até breve".


Beijo
Nina

42 comentários:

  1. Nina que linda ficou, adorei mesmo. Eu e que não entendo nada mas mesmo nada de costura. Somente pregar um botão nada mais. Por isso dou todo o mérito a quem se atreve nestas andanças. É uma mulher dedicada aquilo que se propõe. Adorei Nina. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Odete, mas não foi fácil, não foi nada fácil mesmo.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Bravo, Ninita! É preciso coragem para um projeto dessa envergadura. :) Ficou linda, alegre, leve, quente, harmoniosa, delicada... quanto tempo, quanto carinho, quanto cuidado, quanta entrega! Muitos parabéns, querida, adorei a manta e o doce momento!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida.
      Soube-me mesmo bem o teu aplauso. Beijinhos

      Eliminar
  3. Querida Nina, a tua colcha ficou linda e vale bem o trabalho que (eu sei!...) te deu!
    Eu também tenho uns quadrados já feitos à espera de outros para ir fazendo... e acabar outra colcha, mas por agora não tenho ambiente aqui em casa para costuras!
    Vou fazendo umas coisinhas ...
    Estivemos uns dias com o meu irmão em Joane, de onde regressámos hoje, mas desta vez só passámos, sem parar, em Braga. A minha filha mais velha e as minhas netas levaram-nos a simpatizar com o Minho, que é, realmente, lindo e o tempo estava ótimo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresinha, fico feliz com a tua aprovação (mestra).
      Deu um trabalhão que me fez arrepender de me ter metido em tão altas cavalarias, mas já está.
      Realmente o Minho com sol é muito, muito lindo.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Nina, ficou espectacular!!!
    Eu não sei fazer nada de costura.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  5. Agora sei por onde te meteste nesses dias! Ficou maravilhosa. O texto lindo e divertido.

    ResponderEliminar
  6. Oi Nina... você e suas aventuras na costura, rsrsrs Mais um trabalho lindo e daqui a pouco a mão vai coçar e você se aventurará em mais um projeto, rsrsrs
    Beijosss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jane, eu sou um pouco louca porque se nao fosse teria juízo e ficaria sossegadinha.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. que lindo trabalho fica ótimo em varios ambientes
    bjokas
    www.artesdasadhianacozinha.com
    Sadhia Hage

    ResponderEliminar
  8. E voilà! Uma bela manta. Tu sempre acerta Ninita! Querias eu ter o teu dom.Se vinheres por cá,avisa-me.Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é dom, amore mio, é atrevimento e loucura.
      Beijoca

      Eliminar
  9. Hola Nina.
    Acabo de descubrir tu blog y me encanta! Desde hoy me quedo contigo y te llevo a mi blog para no perderme nada.
    Preciosa, preciosa esta colcha. Has invertido muchas horas de trabajo pero el resultado merece la pena. Es maravillosa.
    Te deseo una feliz semana.
    Un beso fuerte

    ResponderEliminar
  10. Ohhhhhh!!! Que bonito! Como pudiste coser a maquina? Yo hice un par de veces edredones de cuadrados y lo tuve que coser a mano porque con la maquina de coser me era imposible!!!Te ha quedado impecable ,sin ninguna arruga, me encantan las telas que has elegido. Felicidades!!! Besos y feliz semana!

    ResponderEliminar
  11. Bom dia. Ficou um trabalho muito bonito. também não sou a melhor amiga da costura, mas dou um jeito, por vezes a máquina se lembra de "encravar" kkk
    .
    Bjos
    Boa Terça-Feira.
    Hoje o tema é meu lá no "Brincando"

    ResponderEliminar
  12. Linda, linda, linda Nina :)
    Um espetáculo :D
    Estas "coisas" que lhe saem das mãos são adoráveis :)
    Parabéns, mais um sucesso :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida. Muito obrigada pelo doce comentário. Beijinhos

      Eliminar
  13. Nina, todas nós passamos por situações parecidas, de frustações e depois alegrias.
    Acredita que fizeste um excelente trabalho.
    A manta está linda e primorosa.
    Parabéns. Eu nunca fiz nenhuma! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São, obrigada por me incluires no "nós" das costureiras talentosas. Pobre de mim, ou, se preferires, "já a formiga tem catarro".
      Não ganho emenda e qualquer dia esqueço a complicação e meto-me noutra.
      Beijinhos

      Eliminar
  14. Bom dia Nina, amei sua colcha, eu também tenho máquina de costura, fica guardada só para pequenos reparos, usei muito para fazer enxoval de minha neta. quero muito fazer uma colcha de "retalhos" mas, precisa coragem????

    ResponderEliminar
  15. Olá Nina
    Entendo você!!As vezes também acontece comigo de começar algo e demorar para terminar e aquela tarefa fica nas pendencias..e quando finalizo, é uma alegria só..rs
    Que bom que finalizou sua colcha, ficou linda e delicada, Parabéns, com certeza sua recompensa.
    Beijos e Até
    Adriana Alves
    www.viagenssaboresetc.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  16. Wow..how charming and pretty..love the border too.. ♥

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde! Passando para conhecer o seu blog, gostei daqui! E preciso dizer que gostei muito dos trabalhos, eu gostaria de ter este talento, sou uma péssima costureira hehehe
    tenha uma ótima terça feira!

    ResponderEliminar
  18. É para mim também a parte que mais abomino. Depois de tudo cortado e unido, costurar para alcançar o resultado final. A sorte é que depois de atingido, compensa tudo, esquecemos a trabalheira e até nos atrevemos a pensar em repetir. Ficou muito bonita!!

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde Nina,
    Valeu o trabalho.
    Linda, muito linda a sua nova colcha!
    Eu seria incapaz de tal feito. Por isso limito-me a admirar quem o faz e bem.
    Parabéns!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  20. Ficou tão lindo! E eu que adorava saber costurar, essa era uma amiga que não me importava ter :p

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  21. Muy bonito, y unas telas preciosas, bonita combinación.
    Besitos guapa

    ResponderEliminar
  22. Amei...amei...amei!!!
    Perfeita, retalhos bem conjugados....a tua criatividade e bom gosto resultou numa colcha belíssima, fofinha e quentinha.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  23. Parabéns, trabalho maravilhoso. O uso da máquina não tira o encanto da criatividade.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  24. Oi, Nina!

    Muito bom esse sentimento de tarefa concluída! E o resultado ficou perfeito! Lindo!

    Abraços, Cris

    ResponderEliminar
  25. Nina, ficou muito bonita a tua manta. Parabéns por mais este trabalho. Fico imaginando as dores nos braços que tivestes para costurar tudo isso. É de louvar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  26. Nina...valeu bem a pena pois a manta está espetacular!
    Também quero fazer uma ... vamos ver se será ainda neste outono!
    Bj

    ResponderEliminar
  27. Linda sua colcha patchwork! É muita criatividade e paciência juntas para esse trabalho tão perfeito. Parabéns! Amei! Tenha um bom dia!

    ResponderEliminar
  28. E o resultado ficou alegre e encantador!
    Adoro os padrões e as cores dos tecidos! E é uma peça que vai saber tão bem, agora nos dias frios que se avizinham...
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  29. Boa tarde! Navegando em blog amigos cheguei até aqui e amei seu blog. Já estou seguindo. Deixo o convite para você conhecer o meu e se gostar seguir, ficarei feliz e grata. Abraços com desejos de uma tarde linda e um anoitecer feliz.
    Genilda

    ResponderEliminar
  30. Sem qualquer habilidade para cozer na máquina ou na mão.
    É tudo sofrido.
    Os pontos saem tortos e eu nem quero consertar.
    Mas, vou tentando. Sempre.
    Parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderEliminar
  31. Absolutamente linda!! Não há nada que encante mais do que tecidinhos juntados pacientemente dando vida a uma peça.!Parabéns!
    Bjo
    Denise

    ResponderEliminar