sábado, 13 de julho de 2019

Sopa de peixe

Quando os comensais torcem o nariz ao peixe, uso uns truques, chamados açorda, empadão, almôndegas e sopa de peixe. Costuma resultar evitando conflitos e dramas. O grande e único inconveniente é que os tais truques têm os seus quês, são trabalhosos, desarrumam a cozinha, sujam louça, exigem tempo. Por isso quando os preparo, exagero na dose de modo a que sobre para segunda utilização.
No caso da sopa, do empadão e da açorda, limito-me a guardar o excedente no frio, em caixa hermética . Já as almôndegas, congelo.
As receitas abundam na net. Pessoalmente não sigo nenhuma, preferindo o saber de experiência feito. Saio-me sempre bem e os gourmet que não suportam peixe, comem-no sem protestar. Às vezes, chegam mesmo a elogiar o pitéu que batizo conforme a inspiração de momento, excluindo evidentemente a qualquer alusão à fauna marítima. Minto muito.
Essa - a mentira - é uma saída que aconselho, defendo e,  como já disse, pratico nesta área com a maior desfaçatez.
Funciona gloriosamente.
Amanhã vamos comer almôndegas de queijo que, na verdade são de pescada temperadas com queijo ralado.
Sou de uma esperteza assustadora.

Bom fim de semana.

Beijo
Nina 

19 comentários:

  1. lolollll! Tão gira, tão descaradamente querida... adorei as sugestões!
    Sortudos, os teus comensais. :)
    Beijinho, Ninita, adorei o texto que me pôs a rir!

    ResponderEliminar
  2. É como quem diz: Com papas e bolos se enganam "os tolos" kkk :)) Boa noite

    Hoje:- O coração não mente...

    Bjos
    Votos de um óptimo fim-de-semana

    ResponderEliminar
  3. Em minha casa todos gostam da sopa de peixe que também não tirei senão de mim. Quem dera que minha mãe a tivesse descoberto. Poupava-nos a ambas muita dor de cabeça.
    Também congelo almôndegas, nunca de peixe.

    ResponderEliminar
  4. Temos de ser criativos!
    Sopa de peixe?!... não desgosto mas só eu (a) provo!
    Almôndegas... não aprecio!
    Bom domingo

    ResponderEliminar
  5. Agora com as netas cá em casa também invento uns nomes diferentes. Com as sobras de pescada e batata fiz uns pastelinhos mas disse-lhes que eram uns bolinhos de batata. Ficaram aprovados.🙂

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Nina,
    Deixou-me aqui ótimas dicas, nomeadamente as almôndegas.
    Também durante muitos anos fiz peixe "fingido" como gosto de chamar-lhe.
    Era a forma de um dos meus comensais comer peixe. Ainda hoje gosta de sushi, por exemplo, mas odeia uma boa posta de pescada cozida. Rsssss.
    Beijinhos e ótima segunda feira.
    Ailime

    ResponderEliminar
  7. Comi peixes muitas vezes quando estive aí.
    Comi até Bacalhau que não gosto.
    Mas, preciso voltar para comer mais.

    ResponderEliminar
  8. Lo malo de no seguir recetas es que los platos no siempre van a salir igual. En mi caso, tengo que seguir la receta porque todavía no me siento muy capacitada para improvisar en la cocina.

    ResponderEliminar
  9. Os meus netos adoram peixe grelhado, desde que bem escolhido, açorda nunca experimentei dar-lhes mas eu gosto muito, já o empadão e as almôndegas seria difícil gostarem.
    Opto por pratos de bacalhau com natas, com molho béchamel e ça va! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Oh Nina, já me fizeste rir com esta de "enganares" os teus comensais. Não sei se me conseguirias enganar, pois sou do mais chatinho possível no que diz respeito a peixe, mas admiro a tua criatividade.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  11. Sopa de peixe, a minha preferida! Na Praia da Rocha, amo à sopa de peixe do Humbertos. Mas em Alvor e tantos outros lugares servem muito bem a sopa de peixes. Os teus comensais tem muita sorte! Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Descaradamente encantador, este post, Nina! :-)) Que me abriu um sorriso de orelha a orelha... :-D
    Eu também sou das que torcem nariz ao peixe... mas acabo sempre por comer, pois sei que é bem mais saudável do que a carne... apesar do plástico dos mares... e toda essa preocupação ambiental... que se vira para todo o lado... pois não haverá escapatória!...
    Deixou-me aqui óptimas ideias, para camuflar o peixe!... :-)
    Adorei!!! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  13. Convida-me! :)
    Quero provar todas!!!
    Ainda mais se não seguem receitas, é tudo "saber fazer". Um dos meus estilos favoritos de cozinhar e que valorizo quem o tem.

    Adoro peixe. Mas sempre torci o pescoço à açorda. Não gosto de pão na comida. Talvez me surpreendesse. Almondegas de peixe deve ser comum mas nunca tinha ouvido falar. Faz sentido mas... nem os hamburgueres são de peixe. São de tudo e mais alguma coisa, vegs, ahal, etc... mas nunca de peixe ;)

    Quero provar tudo.

    ResponderEliminar
  14. Pois a minha açorda, modéstia à parte, é um sucesso - com o peixinho desfiado e um ovo escalfado, não há quem resista.
    O pão é um excelente elemento de ligação entre os ingredientes que escolhemos. Guardo restos de pão no congelador para utilizar (e economizar) em pratos deste tipo. É só demolhar o pão em caldo, água ou leite, que funciona na perfeição. Experimente.

    ResponderEliminar
  15. Olá Nina,
    Ri-me a valer com este post, e lembrei-me quando o meu filhote era miúdo não gostava de peixe expecto se fosse tubarão ou orca. Muito tubarão e orca comeu :) :) mentiras boas que só fazem bem à saúde. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dulce, há que ser imaginativa e a mentira é por uma boa causa. Bj

      Eliminar