quinta-feira, 28 de junho de 2012

Subvertendo os meus rituais ...





... não posto qualquer página desde a última segunda-feira, dia 25, último dia de estadia no Algarve.
Foi um dia em cheio, de muito, muito calor e com a água do mar a sofrer uma subida de 3 graus, que permitiu nadar, nadar, até mais não querer.
Depois foi o regresso ao hotel e a parte chata de empacotar a tralha que, como sempre, apesar de não ter comprado nada, teimava em não caber na mala.
Cumprida a tarefa, seguiu-se um jantar excelente, em Santa Luzia, perto de Tavira, no Restaurante Capelo, que não inventa nada, limitando-se a servir o que de mais rico e fresco o mar oferece.

O Capelo situa-se nesta marginal, frente à ria.

As saladas, polvilhadas com oregãos e regadas com azeite e vinagre, são apenas isso, saladas, muito frescas, muito saborosas.

Os robalos selvagens, assim chamados porque nada têm a ver com os viveiros, são servidos escalados, divididos ao meio, seguindo a espinha principal e assim grelhados. No final recebem o perfume do azeite, alho e salsa finamento picados.
Apenas isso!
Por isso, cada garfada sabe a mar, a algas, a vento salgado!

No final e porque uma vez não são vezes, um Dom Rodrigo, o expoente máximo da doçaria tradicional algarvia, uma mistura de caramelo, canela, amêndoa, figos e doce de ovos!

Quando o sol se põe, o quadro compõe-se, majestoso, único, espelho brilhante na noite que se avizinha.

Terça-feira, dia 27, nasceu particularmente escaldante e abafada.
Até às 16 horas, junto ao mar, adiou-se a partida, que, por fim se realizou.
Atravessar o Alentejo, com temperaturas que rondavam os 42 graus, foi sauna pura, apesar do benefício do ar condicionado.
Rezam os registos que este foi o dia mais quente do ano.
Já em casa, dado o adiantado da hora, pouco foi feito.
Ontem, quarta-feira, esse sim, foi dia de todas as tarefas.

Para começar, houve que registar as baixas.
Esta azálea não resistiu aos ardores atmosféricos. Morreu!
Será substituída em Setembro, já que a minha experiência me tem ensinado que esta é uma má época para apostas e investimentos na jardinagem.

Salsa e coentros tiveram o mesmo destino.
Só a hortelã resistiu.
Há que ser otimista... o terreno agradecerá este período de repouso e, no próximo Outono, estará mais que apto para
 receber novas sementes.

No meu terraço, onde um sistema de rega gota-a-gota funciona, recebi este presente.
São abóboras!
Será que ultrapassarão a fase da flor?
Para contrabalançar o desastre das varandas, esta pujante plantinha encheu-me de alegria.
 Ontem, foi portanto, um dia carregado de tarefas. Ainda assim, consegui desencantar 1 horinha para visitar a Andreia que, com as suas mãos de fada, me devolveu um ar de gente.
Depois de jantar, à hora de todos os sonos e de todos os lazeres, para relaxar, iniciei um novo trabalho.

Será um tapete, seguindo o modelo da Sónia Maria (Falando de crochê) que já reproduzi.
Porém, agora, pretendo utilizar uma cor diferente e tecer um tamanho bem maior.
O desafio de converter as meadas em novelos, resolvo-o assim, juntando duas cadeiras, sendo que o resultado é plenamente satisfatório.
Feito o balanço da atividade de ontem, está justificado o meu silêncio.

Beijos
Nina

30 comentários:

  1. Olá Nina
    Já tinha saudades dos teus posts e de você claro!
    O Algarve deixa sempre saudades.come-se muito bem por lá,o visual natural é exuberante.Eu sei que logo voce cuidará da sua hortinhas e tudo voltará a brotar.Tomara que a flore vire mesmo abóbora!
    Cá hoje também tem sol e calor,lindo dia querida,bjkas

    ResponderEliminar
  2. Minha querida, Nina. Senti sua falta. Falta de seus textos tão bem escritos.
    Essa foto da avenida com reflexos das palmeiras está muito, muito mesmo, boa. Tem profundidade de campo. Tem nitidez e foi feito num ângulo muitíssimo interessante.
    Que pena as plantas terem morrido. Dá uma dorzinha no coração, viu?
    E os cabelos já tratados e recuperados?

    ResponderEliminar
  3. Hola Nina:

    Que bello paseo, la verdad la pasaste de lujo y pobrecitas las plantas, con tanta calor, pero ni modo, sabemos que tienes buena mano y pronto tendrás tu jardín de nuevo muy bello.

    Suerte con tu nuevo proyecto.

    Saludos,

    Ale
    Costa Rica

    ResponderEliminar
  4. Gracias por visitarme!!!
    Me hago seguidora!!! :)
    y espero verte más por mi blog!


    un saludo

    ResponderEliminar
  5. Wonderful impressions ♥
    Greetings Sabine

    ResponderEliminar
  6. Fiquei com água na boca! Adoro robalos pescados em alto mar! As abóboras estão a ficar lindonas! Bjs

    ResponderEliminar
  7. Que bello lugar y ese robalo¡¡¡ mmmm se me ha antojado¡¡
    Gracias por visitar mi blog, me encanto el tuyo especialmente las fotos¡
    feliz dia

    ResponderEliminar
  8. Que lindas imagens Nina,deve ter sido uma bela viagem...esse robalo grelhado é de comer com os olhos,parece delicioso! Tomara que suas abóboras resistam.
    bjus!

    ResponderEliminar
  9. Tenho saudades do peixe grelhado que costumo comer no algarve. E as saldas em casa também polvilho com oregãos e gostamos muito em casa. Isso da horta caseira com o calor já se sabe como é....
    beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  10. O calor por cá no Algarve continua...
    Tavira é uma linda cidade...
    O jantar me pareceu maravilhoso.
    Nunca comi robalos escalados, mas dourada sim, no Restaurante o Bote, no Jardim do Pescador, aqui em Olhão. Mas, o Dom Rodrigo engorda e muito... mas, como dissestes, uma vez não são vezes...kkkkkkkkkk
    abs e volte ao Algarve...

    ResponderEliminar
  11. Não sei de nada... depois da foto do D. Rodrigo não consegui reter mais nenhuma informação!!! Dava tudo por um D. Rodrigo agora!!!!!

    ResponderEliminar
  12. Olá lindona! de volta à casa e aos trabalhinhos manuais!
    que delicia!
    Sua viagem foi maravilhosa, e voce a fechou com chave de ouro! que jantar de rei! Fiquei com vontade de experimentar o doce. Sou formigona para doces, eles me chamam!
    Vamos então torcer para a flor virar abóbora e voce poder se orgulhar.
    beijos querida, já estava com saudade.

    ResponderEliminar
  13. Um regresso agradável, apesar dos pequenos incidentes "caseiros". Nada que não se resolva!

    Acabadinha de chegar e já puseste mãos à obra!És fantástica!

    Breve...breve...temos tapete!
    Venha ele, para nosso deleite!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  14. Feliz regresso... lamento pelas plantinhas...

    ResponderEliminar
  15. UM Lugar maravilhoso, com uma comida maravilhosa, foi um tempo e tanto gostei muito das fotos e do seu olhar do lugar, que nos faz viajar junto.
    Estaremos esperando novas artes.
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  16. Nunca fui grande fã do Algarve, mas até fiquei com vontade :-)

    ResponderEliminar
  17. Bem vinda Nina! Senti sua falta. Hummmm essa foto de robalo me deixou cheia de vontades...
    beijos

    ResponderEliminar
  18. Já tinha notado a tua ausência, mas imaginei que o motivo fosse exactamente esse, o teu regresso a casa e os muitos afazeres que encontramos em casa depois das férias.
    Também gosto muito de saladas e de peixinho principalmente nestes dias quentes de verão.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Tenho saudades do peixe bom que se come na nossa terra. Aqui só congelado e e...

    Diz que as flores de abobora são boas para comer, nunca ezperimentei porque também não é coisa que se compre com facilidade... Mas no google já vi que há carradas de receitas :)

    Espero ver em breve o progresso do novo projecto!

    xx

    ResponderEliminar
  20. Nina,
    que imagens....
    que gastronomia...
    Tudo muito bom...
    parece que senti a fragância da comida
    ( peixe grelhado sabe-me a verão),
    a salada vistosa, o espelho d´água e
    as palmeiras...
    Tudo...
    Parece-me que o dia de colocar tudo em ordem
    foi longo, mas certamente,
    muito produtivo...

    abraços de MF

    ResponderEliminar
  21. Ah ana que lugar maravilhoso e praia amanha vou em uma ....ana que saladinha hummm c o sol q ta fazendo aqui nada melhor q uma salada verde , tomates c oregano, deliciosa.le cebolas q amoooo

    E esse peixe maravilhosooo...

    Bjs rose jp

    ResponderEliminar
  22. Minha querida,

    Que passeio maravilhoso,pena que acabou,amiga e a hora de chegar em casa,as arrumações,não tem como ser evitadas.Também adoro viajar,mas as malas são um verdadeiro suplício...fazer e desfazer,eis a questão,rsrsrsrs.
    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderEliminar
  23. bem vinda de volta!
    Que pena! Tantas baixas!

    ResponderEliminar
  24. aquí estoy..y ya sabes..tampoco hay fronteras entre blogs..ni siquiera, las del idioma.buenas fotos, y ummm qué rico todooo..besoss

    ResponderEliminar
  25. Ainda bem que aproveitou bem as ferias ! Pena é as plantas que sofreram do calor. Espero para ver o tapete... para converter meadas em novelo, uso os meus joelhos ! Cada uma sua tecnica !
    Bom fim de semana.
    Beijinhos
    Anna

    ResponderEliminar
  26. Hummm... a minha vistinha ficou-me naqueles robalinhos lindos...!

    ResponderEliminar