terça-feira, 15 de novembro de 2016

Na cozinha ...


Não gosto nem quero passar horas na cozinha, embora goste de cozinhar e ( modéstia aparte ) goste dos meus cozinhados.

Por outro lado, não me dou nada bem com pressas. Comigo conduzem fatalmente ao desastre.
Mas, é claro, isso é comigo, essa sou eu, querendo não perder tempo na cozinha e simultaneamente não se encaixando num esquema de 15 minutos - como o Jamie Olivier que o prova, comprova e demonstra na TV. 
Defeito meu, está provado.

Mas então - perguntarão - como associar pretensões que se excluem?

À moda antiga, mesmo antiiiiiga - quando se iniciava a preparação do almoço às 10:00 - almoço que seria servido às 13:00.
Só que - sublinho - ninguém permanecia na cozinha adorando panelas. Não! Elas eram deixadas em paz preparando lentamente, muito lentamente o repasto.

Pois é assim que eu gosto!
Chamam-lhe slow food!
E tudo leva o seu tempo!

Concretizando:

No frigorífico tinha um abacaxi descascado.
Abacaxi azedinho - ninguém lhe pegava ...
Condenado ao lixo, portanto!

Porém, além de não me dar bem com pressas, ou-me ainda pior com o desperdício ...
E saiu bolo!

Daqueles invertidos, com fruta no topo e forma forrada com caramelo!

Num passe de inspiração, aproveitou-se o abacaxi e providenciou-se sobremesa - para várias refeições.

Assou durante 45 minutos e, entretanto ...
 Enquanto  assava, preparei almôndegas que serão servidas com uma qualquer massa/pasta , não numa, não duas, mas três vezes, que a coisa rende!


Borbulham na panela num molho de vinho tinto temperado com ervas!

Se é rápido?
- Não, não é rápido! É demorado, que os sabores levam o seu tempo!

Porém, multipliquei o tempo!
Preparei as almôndegas enquanto o bolo assava.
Neste momento, o bolo está pronto, arrefecendo como convem e as almôndegas continuam o seu delicioso banho, numa calda que não ferve - fervilha, digamos!
Sem pressas!
Falta cozer a massa/pasta - no caso espirais/ fusili, que regados com o suculento molho serão de comer rezando!

É, pois, assim, à moda antiga, lentamente, porém sem a escravatura presencial, que se prepara a verdadeira comida portuguesa.
A melhor do mundo, como sabemos!

Beijo
Nina

40 comentários:

  1. Por aqui Nina é tudo à moda antiga com sabores equilubrados para que os temperos não "azedem" o tempero!
    Há tempos fiz um bolo de ananás que gostei pois há muitos anos que o não fazia!
    Mas este fim de semana houve festa e fizemos um bolo de maçã delicioso (depois dou a receita)!
    Não sou apreciadora de almôndegas mas faço_as para o meu sobrinho!
    Boa noite e bj

    ResponderEliminar
  2. Confesso que na cozinha também levo o meu tempo, mas por vezes bem gostava de ser mais rápida e fazer tudo nos tais 15 minutos! :) Quanto a essas comidinhas estão ambas bem apetitosas. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Olá Nina, admiro muito quem goste de cozinhar. O meu Respeito! Para mim cozinhar é um dos trabalhos (sim trabalho, não hobby)que mais detesto fazer. De certeza que está tudo delecioso. O aspecto não engana. Bom apetite!
    Beijinhos da *rosarinho*

    ResponderEliminar
  4. E como eu gosto dessa comida, da nossa comida!
    O bolo está uma delícia, até salivo só de olhar. E as almôndegas, quase lhes sinto o sabor. Estão mesmo apetecíveis! Já agora, se não for muita maçada... podes partilhar a receita?
    Beijinho, querida, boa noite, até amanhã!

    ResponderEliminar
  5. E tanto o bolo quanto as almôndegas estão com óptimo aspecto.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. É verdade, Nina. A pressa é inimiga da perfeição. Embora seja muito prática por natureza, também não me dou com pressas. Tudo tem de ser feito no seu devido tempo. Gosto imenso do que fizeste: as belas almôndegas a fervilharem no molho, enquanto o apetitoso bolo cozia.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Já estou salivando Nina!
    Agora até comia uma fatia desse bolo com um chá,tem um aspecto....!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Oi Nina!

    Este bolo está me chamando... Ai, ai, ai... que delícia! Adoro abacaxi!

    Abraços, Iris

    ResponderEliminar
  9. Mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm, looks delicious, dearest Nina!
    Thank you for your nice comments to my posts and sorry that it needed some time till my answer - we made a wonderful journey the last weeks. Yes, the name of our black cat is Nina (and our red boy is called Max or Maxwell :o)). In our holidays we "met" a cheetah (in a "cheetah conservation fund") - her name was Nina, too :o)) Well, I think Nina is a wonderful name, isn't it?
    Hugs from here,
    Traude
    https://rostrose.blogspot.co.at/2016/11/anl-11-sinnvolle-weihnachtsgeschenke.html

    ResponderEliminar
  10. Adoro bolo de ananás...mas confesso que não gosto nada de cozinhar!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  11. Eu gosto da cozinha, mas também com tempo :) Cada vez mais aproveito quando tenho mais tempo e faço mais do que uma refeição, para render o tempos noutras alturas :D :D
    Quando assim é, sabe tão bem ;) Essas almondegas estão com um aspeto muito bom ;) E esses efeito no bolo com o ananás ficou muito giro :D
    Beijinhos e boa continuação :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devias experimentar, porque são mesmo muito boas!
      Beijinhos

      Eliminar
  12. Eu também gosto de cozinhas à moda antiga, não fosse eu filha de uma cozinheira de mão cheia!!! Adoro bolo de ananás mas faço sempre com o enlatado, vou experimentar com abacaxi.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Eu agora sem forno estou mal... lá me vai safando a bimby. As almondegas na bimby são uma boa receita 8 no taho é melhor..mas demora mais..)
    Pinta

    ResponderEliminar
  14. Que delícia Nina! Também não gosto de desperdício...
    O bolo e as almôndegas devem ter ficado muito gostosos.
    Cozinhar é maravilhoso!
    Um beijo, Inês

    ResponderEliminar
  15. Bom dia, querida Nina!
    Tão bom cozinhar com tranquilidade, sem pressa e com alegria no coração porque fica chato demais o contrério: uma escravidão!
    Gosto de bolo acaramelado de banana e de abacaxi como o que mostrou... ficam uma delícia!
    Almôndegas sempre são bem vindas!
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  16. Nina os teus cozinhados são fantásticos eu também sou assim nada de pressas e nem outras pessoas na cozinha eu gosto de estar sozinha quando cozinho...o teu bolo ficou um luxo como tudo o que fazes...um beijinho e resto de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  17. Bom dia Nina, maravilha de bolo, eu amo cozinhar mas, como vc. sem pressa, bjs

    ResponderEliminar
  18. Eu por cá também sou adepta dos cozinhados no fogão. Esse bolo de ananás ficou mesmo com boa cara :-) Beijinho.

    ResponderEliminar
  19. Oi, Nina, como vai?
    Também gosto dos seus cozinhados, rsrsrs!
    Gosto da culinária prática, mas vez por outra é bom cozinhar sem pressa, com esmero no cardápio - longe do esquema do Jamie Olivier, rsrsrs!
    Deixa eu lhe dar uma sugestão, esse bolo de abacaxi invertido aprendi a fazer (depois de queimar algumas caldas de caramelo, kkk) a passar bastante margarina na fôrma, e depois polvilhar com açúcar mascavo. Coloco no forno pré-aquecido fraquinho por 10 minutos, retiro e coloco os abacaxis (ou bananas com canela), a massa, e retorno ao forno para assar. Uma dica alternativa que dá muito certo! Abraços!

    ResponderEliminar
  20. Adoro cozinhar! Mas adoro cozinhar sem pressas, sem ninguém a chatear-me!
    Não me importo nada de passar uma manhã na cozinha a preparar um almoço de família! Até tenho gosto!
    O teu tempo foi bem aproveitado :)
    Enquanto o bolo saia (e que bom que ficou ai o abacaxi) preparaste umas almôndegas com um aspecto maravilhoso.
    \Um beijinho

    ResponderEliminar
  21. Hablando de modas antiguas, mi tía bisabuela empezaba a cocinar a las 6 am. Sí, ¡¡¡6 am!!! Tenía todo listo al mediodía. O sea que se demoraba seis horas para cocinar, lo que me parece una verdadera exageración.

    ResponderEliminar
  22. Quando tenho tempo e me inspiro também gosto que os cozinhados levem tempo...

    ResponderEliminar
  23. Tudo com um aspecto delicioso.
    Parabéns
    Marta
    http://pitinhosdamarta.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. Me enanta la gastronomía portuguesa, y te ha salido un menú delicioso!! Besos.

    ResponderEliminar
  25. Nna, não é segredo que não gosto de cozinhar. Mas gostando ou não tenho de o fazer. E assim sendo não gosto de pressas. Comida à moda antiga e bem apurada.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  26. Boa noite Nina,
    A minha avó materna fazia uma sopa de feijão que era uma delícia. O feijão cozia durante uma manhã inteira e ficava muito macio.
    Eu gosto de cozinhar e faço almoço e jantar. Almôndegas também costumo fazer para duas refeições. Com peixe é mais difícil. Fica bem apenas na hora.
    Sobre o bolo de ananás tenho uma mana que também o faz muito bem.
    O seu ficou com óptimo aspecto.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  27. Oh - I'm coming!
    Happy day
    Beijo Crissi

    ResponderEliminar
  28. Oi Nina... esse bolo de abacaxi, hum que delícia... Beijosss

    ResponderEliminar
  29. Adoro cozinhar. Mas detesto calor.
    E aqui, calor não falta.
    Então não vou sempre preparar alguma coisa.

    ResponderEliminar
  30. A comida da minha avó também é assim, coze muito lentamente durante horas! E a verdade é que fica uma delícia :D O aspeto dos teus cozinhados, seja o bolo sejam as almôndegas, ficou o máximo :)

    ResponderEliminar
  31. Ahhh Nina, aqui em casa, na minha cozinha, tudo é feito sem pressa, com várias coisitas ao mesmo tempo. Enquanto um asso, o outro se banha, o outro desidrata, outro fica a marinar e assim vai. No fim, tudo é um perfeito matrimônio. Há prato que começo de véspera ahahaha, é verdade, eu sou bem a moda antiga na cozinha. As minhas ações são rápidas, mas na panela, o tempo é seguido a risca. Estou tão acostumada, que cuido das panelas e ajeito algumas partes da casa. E tudo tem que acontecer pela manhã, pois a tarde, estou tratando de outras coisas da vida.
    As comidinhas feitas sem pressa, são maravilhosas. E outra coisa, Nina: e quando temos que comprar, depois selecionar, lavar, higienizar, acondicionar verduras e legumes? Um tempo sem fim... mas é saúde, não?

    ResponderEliminar