quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Vamos cozinhar almôndegas?


Vamos cozinhar almôndegas?


Estas?
Vamos?
Então, vamos!

Ontem, quando falei de cozinha, de cozinhados e dos meus gostos e preferências nesse capítulo, mostrei as (minhas) almôndegas e o (meu) bolo de abacaxi invertido.

Não inclui receita porque me pareceu que não seria interessante. Enganei-me! Afinal há quem tenha interesse no petisco - concretamente, nas almôndegas!

As "minhas" almôndegas são minhas apenas porque me apropriei da receita há muiiiiiitos anos atrás quando nem suspeitava qual o procedimento que dava origem às bolinhas suculentas.
Não sabia, mas aprendi.
Aprendi onde quase tudo me foi ensinado -  N' O livro de Pantagruel!
Li-o como quem lê um tratado, uma enciclopédia ... nele bebi todos os ensinamentos, dos mais elementares aos mais sofisticados, quando não sabia praticamente nada acerca do tema culinária. 

Ainda hoje, este  é o meu livro de culinária preferido, no meio das centenas, dos milhares que aparecem (e desaparecem) continuamente nas prateleiras das livrarias.

É, portanto, do Pantagruel, a receita que utilizo e transcrevo:


ALMÔNDEGAS À BOURGUIGNONNE

Carne picada - 750g
Ovos - 2
Caldo de carne - 1/2 litro
Vinho tinto - 2 e 1/2 dl
Cebola média picada - 1
Sal, pimenta, pão ralado, margarina e óleo - q.b.


Amassa-se a carne com os ovos, sal, algum pão ralado (1 c. de sopa), e a pimenta;
Tendem-se bolinhas que se passam por farinha e se fritam levemente numa mistura de óleo e margarina;
Refoga-se a cebola com um pouco de margarina, sem deixar fritar;
Despeja-se o caldo de carne e o vinho e logo que levanta fervura, juntam-se as almôndegas;
Tapa-se e deixa-se estufar em lume muito brando, cerca de 50 minutos;
Prova-se o molho, que devido à farinha deve estar grossinho,  retificando os temperos;

Serve-se muito quente com puré de batata ou arroz branco ou massa.

Acrescento que a carne picada poderá ser de vaca, frango ou porco ou uma mistura das três.
Como divertimento, às vezes, no interior de cada bolinha, coloco uma azeitona sem caroço - é inesperado e divertido.

Pronto!
Missão cumprida!
Qualquer dúvida é só perguntar à tia Nina,



Beijinhos
Nina

22 comentários:

  1. Que bom aspecto!!
    Também sigo o "pantagruel" religiosamente =)
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Que bela receita! Quase se consegue sentir o cheirinho delas daqui.Achei graça à azeitona que , de vez em quando, escondes no interior das almôndegas.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  3. oi Nina, ficou com aparência ótima. E deve estar saborosa com certeza porque foi preparada com muito gosto.
    Gostei da parte do divertimento. rs
    bjs

    ResponderEliminar
  4. ME ENCANTAN!!!
    HACE MUCHO QUE NO LAS PREPARO.
    SON MUY TRABAJOSAS DE HACER...YO LAS PONGO CON SALSA DE TOMATE.
    ESTAN SIEMPRE RICAS.
    CHAUCITO

    ResponderEliminar
  5. Olá, que bom aspecto que têm as tuas almôndegas, acho que até já jantava, se estivessem aqui mais perto :-D
    E a camisola, como vai? Dá novidades ;-)
    Bjos doces

    ResponderEliminar
  6. Teve um belo mestre Nina!
    Um livro que há muito não abro!
    Vou levar a sugestão para as fazer para o artista cá de casa!
    Bia noite e bj

    ResponderEliminar
  7. Essa também é a minha receita preferida.
    Fiz muitas vezes e para várias refeições.
    Quando a minha filha estava na faculdade na Covilhã levava-as congeladas para a malta toda.

    Amei as fotos. tens que editar um livro de cozinha com as tuas receitas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Que maravilha, Ninita, estou tão contente! Obrigada pelo mimo! O aspeto não enganava, "cheirava-me" a almôndegas suculentas, nada secas e agora vou comprovar. Tenho de arranjar tempo, no fim de semana, já que durante a semana não cozinho nem tenho tempo para... :(
    Beijinho grande, minha tia favorita, és um amor!

    ResponderEliminar
  9. A minha receita é parecida. Normalmente faço uma mistura de vaca/porco ou só de frango.
    E é como dizes, o segredo é o cozinhar lentamente.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Uma receita bem simples, mas cuja intensidade de sabores e cheiros deve ser inebriante! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  11. Sim, vamos cozinhar almôndegas!!! Combina com tudo, com arroz, com massa, como lanche, recheada de queijo... Adoro. A comida portuguesa é, sem dúvida, a mais saborosa do mundo!!! Beijos

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Nina,
    Adorei a sua receita das almôndegas.
    Da próxima vez vou utilizar o caldo de carne e o vinho tinto. Costumo cozinhá-las numa espécie de molho de tomate.
    Obrigada pela receita.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  13. Amooo! Faz tempo q nao como.

    http://juliamodelodemodelo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. Uma ótima sugestão :))
    Às vezes é tão dificil pensar no que cozinhar , não é ?

    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Lembranças da minha mamma! Adoramos almôndegas, bjs

    ResponderEliminar
  16. A minha receita leva apenas carne de vaca com ou sem frango e os restantes ingredientes que lista. Não costumo fritar antes, pelo que não as passo por farinha e inicio a coisa logo com o refogado. Para a próxima vou adaptar a sua ideia da azeitona, para ver se pega. Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  17. Gosto almôndegas por cima do macarrão.
    Mas, compradas prontas.
    As suas, bem temperadas deve ficar deliciosas.

    ResponderEliminar
  18. Eu amo estas tuas almôndega ,são sempre sucesso cá em casa. Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Gostei muito da receita, principalmente da dica da azeitona! Deve ficar tão engraçada :P

    ResponderEliminar
  20. Cozidas no vinho (a bourguignonne) eu nunca fiz, Nina, sempre com molho de tomates. E fiquei salivando aqui, do outro lado.
    Farei qualquer dia destes!

    ResponderEliminar