segunda-feira, 9 de outubro de 2017

ZAMORA



Atravessando a fronteira que separa Portugal de Espanha e que , na verdade, já não existe, são 100 Kms para chegar a Zamora, por onde, aliás, já passara múltiplas vezes, sem, no entanto alguma vez ter visitado.
Acontece frequentemente - traça-se a rota, por exemplo, até Madrid e, pelo caminho não se vê nada. Quando se decide visitar, a surpresa é avassaladora, como foi o caso.

Zamora é uma cidade única, absolutamente imperdível e NESTE SITE
encontrei material muito bem organizado, bem como um roteiro a seguir.


O hotel - de que falarei adiante - ficava perto do centro e subindo uma calçada chegava-se ao coração da cidade a PLAZA MAYOR, a esta hora, princípio da tarde, ainda deserta, que os espanhóis não perdoam a hora da siesta.


Daqui parte-se para a zona antiga que termina no Castelo e na Catedral.





Esta área encontra-se impecavelmente preservada e cada casa, cada recanto, cada parede merecem uma pausa e observação.

Ao longe, a velha ponte de pedra que atravessa o rio Douro


Também há poesia, cântico de louvor à cidade ...


No limite da cidade murada, a belíssima Catedral ...


... rodeada por jardins, por obras de arte!




Até que se percorre o Castelo ...




... com visão de 360 graus sobre  a cidade e arredores ...




A majestosa Catedral ...


... imponente, vista de uma das torres do Castelo,

E mais poesia, poesia escrita na pedra !




Esta fachada é, pode dizer-se, poesia pura|


Depois a parte nova, agitada, plena de vitalidade ...




Por aqui passeámos, mergulhados na vibrante multidão, porque, até prova em contrário, não existe povo mais festeiro e amigo da rua do que o espanhol.
Passeámos!
Tapeámos!
Regressámos ao hotel onde apenas fizéramos  check in sem maiores demoras.

Era um NH, uma cadeia simpática.

Quando finalmente entrei no quarto - o nº 115 - que constatei?

Isto!

E isto!

E mais isto!

As janelas estavam emparedadas! Isto é, em frente a elas crescia uma monstruosa chaminé.
A sério! Esta era a vista!
Se não tivesse acontecido comigo, não acreditaria.
Reservara o quarto através da Booking!
Quando me foi requisitada a avaliação, limitei-me a um "Very poor"!

Mas deixo o aviso - Hotel NH de Zamora pode oferecer surpresas deste tipo.
Nunca mais me apanham!
E vocês arriscariam?

Tirando esse pequeno detalhe, recomendo uma visita. Recomendo imenso. Porque é lindo!


Fora das muralhas, junto ao rio Douro, é o paraíso ...
Vejam!















Aquela chaminé gigantesca que se vê ao fundo, foi a tal que emparedou as janelas do meu quarto.
Como é possível montar um quarto com esta vista?
Como? Continuo a interrogar-me, incrédula!
Serão loucos?
Brincalhões?
Ou apenas não têm noção do mínimo que são obrigados a oferecer a quem paga (muito bem pago)?

Pois foi assim exatamente como contei.
Tirando isso ... tudo perfeito.

Beijo
Nina

16 comentários:

  1. Até me falta o ar. Mas a cidade é maravilhosa.Obrigada pela reportagem.

    ResponderEliminar
  2. Linda cidade, a vista para a chaminé é caricata sem dúvida! Se calhar entendem que a chaminé é um monumento da cidade portanto a vista era para um monumento e aí justificam o preço :-)
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Não conheço Zamora mas depois deste post fiquei com vontade de conhecer. :) Mas que bela vista se tinha dessa janela! Infelizmente já apanhei vistas semelhantes e é realmente uma pena. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. Oi Nina!

    Com o quarto você não teve muita sorte... Mas o lugar é lindo, um paraíso!

    Abraços, Iris

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelo belo passeio que me proporcionou.
    Um abraço e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Nina, que lugar fantástico! O que é o capricho nas paredes por todos os lugares!!! Fabuloso! Pena só a questão da vista emparedada do hotel, rsrsrs, penso que na próxima visita - que pelo que vi, há de acontecer - será diferente! Abraços!

    ResponderEliminar
  7. Que cidade linda.
    Adorei o passeio.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Oi Nina... Mais uma cidade linda e peculiar,
    já disse que viajo nas suas imagens??? rsrsrs
    Beijosss

    ResponderEliminar
  9. Pois as belas paisagens contrastam e muito com esses lindos tijolos!!!
    Nunca me aconteceu nada no género!
    Estou a pensar regressar a Bragança pois tenho lá uma grande amiga mas dormirei em Portugal!
    Se der darei um saltinho a Espanha pois há já algum tempo que não viajo para esses lados!
    bj

    ResponderEliminar
  10. Tudo limpo e organizado me pareceu.
    Imagens lindas.
    Sim, levamos um cidade junto com a gente ao longo da vida.Eu levo algumas.
    Levo ruas, muitas ruas.

    ResponderEliminar
  11. Uma bela postagem com fotos de lugares lindos! Abraços com desejos de um dia feliz e de muita paz.

    ResponderEliminar
  12. Imagino a surpresa ao se deparar com a "vista" da janela... Uma vez aconteceu conosco numa cidade aqui de Minas Gerais, odiamos...
    Mas, realmente tirando esse desconforto, as fotos mostram que valeu a pena.
    Bjo
    Denise

    ResponderEliminar
  13. Zamora é lindíssima!! Valeu esse post para conhecer um pouco do lugar!!
    Obrigada.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde Nina,
    Grandioso passeio nessa cidade lindíssima!
    Na verdade haja vontade para sair e as surpresas lindas são constantes!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  15. Realmente! A visão da janela... até apetece dizer... Give me a brick!... :-D Até me veio à memória aquela música dos Pink Floyd... com a letra... "All in all it's just another brick in the waal"... :-))
    Agora a cidade... é lindíssima, pelo que as belíssimas fotos, deixam apreciar!
    Mais uma partilha lindíssima, por aqui!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar