quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Organizada a casa...

... urgia tratar de mim.
O meu look hyppie, cigano, de trunfa ao vento, amarelecida pelo sol e pelos banhos de mar, revelava-se incompatível, com o quotidiano de uma cidadã de classe média, que preza o bom gosto e não descura a aparência.
Sim estou a falar de mim , de melena solta, amarelada, desidratada, sugerindo a juba indomável do rei da selva.
Como cresceu este cabelão durante um mês!
Em comprimento e, tragicamente, em volume.
Daí que o chapéu, é  adereço incontornável se me afasto do cabeleireiro.
E, é por demais evidente, que férias e cabeleireiro são incompatíveis, até porque, " ninguém nos conhece" podendo nós, portanto, exibir, calmamente, na maior descontração, a mais completa pinderiquice.

Posto, porém, que as férias já lá vão, fui ao cabeleireiro.
Sou,  como disse, cabeleireiro dependente, uma vez que a natureza (e a herança genética do meu paizinho ...) me dotou com uma farta e indomável cabeleira.
Acontece também que, tal como a minha aversão ao supermercado, detesto, se possível, ainda mais, o cabeleireiro.
Não tenho paciência para o ritual.
Marcações, "só para festas...", o que equivale a dizer que a passagem pelo salão pode variar, em tempo, de 1 hora à tarde toda.
Quantas vezes já entrei e, horrorizada, saí de seguida.
Hoje, não foi o caso.
Os deuses da sorte bafejaram-me e, encontrei a responsável mergulhada na leitura.

Depois de uns comentários ocasionais, ouvi o veredito:
"Este cabelo está um lixo!
Vamos tratar dele!"

E começou a epopeia:
- Primeiro a cor.
E, diante de mim surgiram três malgas, três pincéis e três mistelas mal cheirosas, que foram aplicadas mecha a mecha, protegidas por papel de alumínio.
- Depois de retiradas, a lavagem, o banho (?), a hidratação, sempre com o pescoço dobrado para trás, provocando-me faíscas de dor lancinantes ... mas "não pode mexer!!!"
- Seguiu-se o corte, momento em que me sinto mais vulnerável, à mercê de tesouras afiadas e dos azeites da cabeleireira, actividade intercalada pelas minhas súplicas, de "... não corte mais!".
O pavimento sugeria um campo de batalha semeado de escalpes.
A tortura terminou quando "ela" decidiu que " já chega!"
- Finalmente a secagem.
"Lisinho", imploro, como todas as mulheres dotadas de caracóis que fazem morrer de inveja "as" de cabelos lisos, porque, se há verdade universal, é que NENHUMA mulher gosta do seu próprio cabelo.
Também nesta fase capital da operação, a decisão foi da "artista" que, achando-me " clássica" optou por uns leves retoques.

Ficou assim:




Limpinho, muito mais curto e brilhante.
A cor "tem de ser retocada dentro de 2 meses" e, para a semana, lá estou de novo, para "lavar e secar, se faz favor!"

Beijos,
Nina

26 comentários:

  1. Nina
    É uma tortura, mas valeu à pena, ficou lindo!
    Beijos, tudo de bom

    ResponderEliminar
  2. Lindo,lindo,lindo Nina!!!
    Valeu a pena seu sacrifício!rsrs
    Também não suporto ir ao cabeleireiro,mas há momentos em que somente eles nos salvam...rsrs
    Beijo minha amiga,tenha uma linda quinta-feira!

    ResponderEliminar
  3. Puxa, ficou maravilhoso!Lindo mesmo!beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. Querida Nina
    Ficou muito bonito o teu cabelo e a descrição, como sempre, de elevada qualidade literária e humorística.
    Sorte a tua teres esse cabelo tão forte e volumoso. Podes bem sujeitá-lo a essa violência... se calhar, por isso fica ainda melhor!
    O meu, coitadinho, tem vindo a definhar com os anos, já o perdi... já o recuperei, mas não o sujeito nem a tintas nem esticões das escovas das cabeleireiras.
    Já tenho alguns cabelos brancos, mas sempre pensei assumi-los de cara alegre.

    Mas é pena não desvendares um pouquinho que seja do teu rosto... assim só vemos a moldura do quadro que, completo, deve ser muito mais bonito!...
    Beijos e diverte-te!
    Teresinha

    ResponderEliminar
  5. Ei Nina!
    Derreeete ai amiga, belos fios, linda cor!
    Arrasou!
    Bjs doces...

    ResponderEliminar
  6. Bonitos e brilhosos. Eu gosto de ir no cabeleireiro. Eh um lugar onde aproveito para ler revistas e me embelezar.

    ResponderEliminar
  7. Nina querida,após este quase "Suplício de Tântalo",eis que surge uma ninfa,de cabelos sedutores,com uma cor e um(suponho)balanço maravilhosos...belíssimos.
    Eu,já deixei,anos luz atrás,meus sonhos de cabelos longos e lisos(também os meus eram volumosos e encaracolados)...em priscas eras,já tentei todos os recursos disponíveis na época:touca de gesso,passá-los a ferro na tábua de passar???,e mais outros tantos artifícios,até que resolvi,copiando Maria Bethânia,Gal Costa,Bete Carvalho e outras cantoras que faziam(literalmente)a cabeça das meninas de minha época,deixar as madeixas crescerem,em comprimentto e volume,e,muito magrinha,era só olhos e cabelos...durante muitos anos.
    Depois disso,resolvi ir para outro extremo:cortei o cabelo com o barbeiro de meus
    filhos e pedi máquina dois,para escândalo dos familiares e desde então eu os trago curtinhos.
    Bem,amiga,quase faço uma postagem ou um testamento à guisa de comentário,não é mesmo?
    Bjsssss e muito carinho,
    Leninha

    ResponderEliminar
  8. Nina, que lindo está seu cabelo e que bom ver um pedacinho de vc:). Criamos esse vínculo pela net e ficamos imaginando como serão essas pessoas que se quer vimos pessoalmente... Sabe que eu adorei sua descrição de como estava durante as férias, embora eu ande toda arrumadinha, cabelo e maquiagem dentro dos padrões e salto alto, geralmente o que queria mesmo lá dentro de mim era me livras d tudo aquilo, colocar um vestdo de chita e pisar na areia... Um dia quem sabe! Beijos, Gabi.
    descedoponei.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Fui lendo e me identificando palavra por palavra...
    Se tem um lugar no mundo que detesto é o salão de cabeleireiro... como tudo dentro daquele lugar demora! Fico angustiada... fora a dificuldade em encontrar um cidadão que faça o que você quer!!!! Terrível...
    Tive um por mais de dez anos! E como me mudei fiquei orfã... agora estou com uma moça mas não estou feliz com ela! Ela teima em fazer o quer... tenho a sensação que se acha dona do meu próprio cabelo...
    Mas o seu cabelo ficou maravilhoso... e que brilho!!!!
    Linda linda!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Oi Nina,
    FIcou o maximo essa nova cor, ele está com um brilho lindo.
    Tbm estou precisando !!! Bjs

    ResponderEliminar
  11. "...muito se padece para ser bonita".
    Nina, valeu a pena! A cor ficou espectacular, e o corte tambem...e termino: "Quem não se enfeita, por si se enjeita".
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. É indiscutível que um cabelo bem arranjado e uns sapatos bonitos tornam logo o aspeto de uma mulher muito melhor! Ficou lindo, e a cor com um toque cendré é muito bonito! E é tão bom sentirmo-nos renovadas!Bjs

    ResponderEliminar
  13. Ficou lindo Nina!
    Sempre é bom perder um tempinho no salão, afinal a gente gosta.
    É bem verdade que toda mulher nunca esta satisfeita com o cabelinho que tem. Por que será? rsrsrs.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  14. Nina o nosso cabelo e as nossas mãos são um cartão de visita :) se n estiverem arranjados não transmite uma boa imagem.
    Gostei imenso da cor do cabelo ou não fosse uma uma viciada em madeixas.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Nina,

    suas madeixas ficaram lindas. Valeu à pena!

    Beijo,

    Ana Paula
    Salinha do Croché

    ResponderEliminar
  16. Oi Nina, ficou lindo!
    Valeu todo "sacrifício" rsrsrs
    Adorei a forma como descreveu, parecia que estava lá a participar com você, até porque também tenho cabelo volumoso, quer dizer, tinha, porque fiz "escova inteligente" e fiquei mais independente do cabelereiro.
    Obrigada pelo carinho de sempre lá no blog.
    bjs

    ResponderEliminar
  17. Oi Nina, quanto tempo...
    Tem hora que temos que nos entregar a essa delícia mesmo e cuidar da gente. Adorei a cor dos cabelos e o corte está lindo também.

    Bom fim de semana!

    Bjos

    http://repensandoacoes.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  18. Coloque em seu coração os sonhos que você tem.
    ____¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦
    ___¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦
    _¦¦¦¦¦¦¦¦Os poderes que lhe pertencem e o amor mais
    ¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦(¯ `:´¯)¦
    ¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦(¯ `•.\|/.•´¯)¦
    ¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦(¯ `•.`(?).•´ ¯)¦
    _¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦(_.•´/|\`•._)¦ forte de que é capaz.
    ___¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦ (_ .:._)¦
    _____¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦E descobrirá a magia de ser feliz!
    ¦______¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦
    ¦¦_______¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦ Que Deus ilumine vc e sua sagrada Familia
    ¦¦¦¦_______¦¦¦¦¦¦¦ ¦¦¦¦¦¦______¦¦¦¦¦Este é o meu desejo para você.
    ¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦
    Um Abençoado e feliz final de semana.
    Beijos no coração.
    Evanir

    ResponderEliminar
  19. Oi bonitona, está muito lindo, e que brilho! Estás uma gata com certeza. Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Está lindo oteu cabelo Nina!! Adorei as madeixas, estão perfeitas!!
    E revi-me naquela parte "como todas as mulheres dotadas de caracóis que fazem morrer de inveja "as" de cabelos lisos"... eu sou a dos cabelos lisos e fininhos que desejava ter volume e caracois!! =)
    A verdade é que depois de uma ida ao cabeleireiro nos sentimos poderosas!!
    Bjs!!

    ResponderEliminar
  21. Nina, ficou lindo seu cabelo, a cor, o corte, e o brilho!... Estou precisando me ocupar um pouco do meu, acho que até me animei...

    ResponderEliminar
  22. Olá nina, tudo bem com voce?

    Ficou simplesmente maravilhoso o seu cabelo.

    Adorei a cor, super moderna.

    um beijo

    Regina Célia

    ResponderEliminar
  23. Ser vaidosa na medida certa faz bem. Um bom corte de cabelo é super importante, valoriza a beleza. Seu cabelo ficou lindo.Adoro sua narrativa, me divirto, bjs

    ResponderEliminar
  24. Olá, valeu a pena a "tortura", pois o cabelo ficou lindo, eu sempre tive o cabelo super liso, adoro cabelos com volume.
    Bjos doces

    ResponderEliminar
  25. Ok! Confesso, eu não sou normal! Ao contrário de todas as mulheres que conheço, adoro engomar e ... adoro ir ao cabeleireiro. Não que tenha ido recentemente, pois até preciso, mas adoro não ter de pensar nas tarefas domésticas, nem no telefone a tocar. Limitar-me a ver revistas. Pensar num corte diferente. Numa cor diferente. Ficar maravilhada com a beleza das modelos. Reparar nas roupas e nos acessórios. Ouvir os mexericos entre as colegas e perceber os seus sorrisos amarelos... Tudo, menos a hora de pagar!!!
    O teu corte e a cor, foram muito bem escolhidos. Quanto a não gostarmos do nosso cabelo, concordo. Tenho caracóis, herança da mãe, que gostava que fossem menos acentuados.
    Beijinho

    ResponderEliminar