terça-feira, 17 de novembro de 2015

Torta Flórida

 
 
Para ser rigorosa, esta é "uma espécie" de Torta Flórida, já que, foi na receita original que me inspirei, tendo introduzido, porém, umas quantas modificações.
Ainda assim, todo o mérito ao meu Livro de Pantagruel, minha cartilha, minha bíblia desde que me aventurei na cozinha.
 
Quando casei, o recém marido achou por bem que eu lesse "umas coisas" sobre a matéria ... lá teria as suas razões. E eu li. E, modéstia à parte, sempre fui boa aluna, daí que, muitos desastres culinários volvidos,  comecei a dominar "o riscado" - citando uma muito querida amiga, que, se me ler, saberá de imediato que a ela me refiro.
 
 
 
O meu LIVRO DE PANTAGRUEL, como se espera e deseja dos muito bons livros, foi e continua sendo incessantemente manuseado e mostra as marcas do tempo - são gotas de gordura, calda de açúcar, pingos de chocolate ...

A capa - pobre dela ... - caía em pedaços!

Mandei encaderná-lo e ficou novo, mas ...

... para sua proteção extra, optei por esta capinha em tecido, com direito a bordado e aplicação de renda, que não é lá porque vai viver na cozinha, que tem de ser um miserável maltrapilho, pois não?
 
Por isso, por acreditar que devemos viver num ambiente bonito, mostro AQUI, a cirurgia realizada.


Nesta página, a receita da torta Flórida ...

... que hoje preparei, depois de uma loooooonga pausa no que às sobremesas doces diz respeito - tem sido fruta e mais fruta!!!

Na mesa da cozinha, atualmente, vive esta plantinha espevitada, um piri-piri que comprei no Lidl, em promoção.
Gosto mais das que apresentam malaguetas vermelhas, mas, desta vez, só amarelinhas, que, ainda assim,  dão à cozinha um arzinho de espaço vivo e cuidado - era o que há pouco dizia:
- Nada de descuidos! É bom viver num espaço vivo e bonito.

Esta, serve ainda para temperar comida, sendo, portanto, uma espécie de 2 em 1.

Mas, voltando à Torta, que era o que aqui me trouxe hoje ...

Batida a massa, coze em tabuleiro untado com manteiga e polvilhado com farinha, a 180 graus, durante 25 a 30 minutos.

Assado e fofo, espera ser desenformado.

Uma vez que irá ser enrolado, vamos desenformá-lo sobre um pano limpo, estendido na mesa ...


Este, por exemplo, chique que só ele, comprado na feira de Cerveira e não no aristocrático Harrods londrino.

E chegada é a hora do recheio!
No caso, geleia de marmelo caseira, que é um dos sabores da minha (nossa) infância.
Despejei, sem somitiquices, abundante camada que espalhei com uma faca ...

... e depois, com a ajuda do tal pano, foi só enrolar.
Ficou perfeito!
Para embelezar poderia ter polvilhado com Icing Sugar, mas sempre eram mais uns gramitas de açúcar.
Portanto, fica assim, simples e singelo - e, já agora, delicioso.

Bem enroladinho, guardando no seu interior um coração de geleia de marmelo!
Deixei que arrefecesse e coloquei-o neste caixa hermética, uma invenção fabulosa. Permite preservar o bolo, mantendo-o fresco por muito tempo.




Além desta retangular, possuo também uma redonda com a mesma finalidade e asseguro que são aquisições excelentes.

E pronto!
Estamos na hora de um chazinho.
Porque não acompanhá-lo com uma fatiazinha desta torta fofa e quase inofensiva?
São servidas(os)?

Beijo
Nina

30 comentários:

  1. isso é mesmo uma biblia... quero um livro de receitas... por incrivel que pareça nunca tive um kkkkkkkkkkkk... bjokas lindeza e sucesso sempre

    ResponderEliminar
  2. A minha tua torta ficou mesmo perfeitinha! Ai que se eu pudesse roubava-te duas fatias! Sim, porque apesar de estar a cumprir a minha dieta, tambem ha dias em que é preciso fugir à regra! Olha, hoje oor acaso foi um deles, pequei porque tenhi hospedes e fiz para sobremesa bolo de bolacha, daqueles com manteiga como manda a lei! Tenho o livro de Pantagruel, é uma biblia da cozinha sem duvida nenhuma! Mas a bendita torta escapou-me! Como é possivel! Por acaso não sou muito aventureira em tortas, talvez porque me saem mesmo tortas! À exceçao da torta de laranja que, essa, não tem nada que saber e corre sempre bem! Tenho de perder o medo de tortas como essa! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Estou, sim! Venha de lá um pedaço, mesmo que seja pequeno!

    ResponderEliminar
  4. Eu provava já pois adoro este género de torta! Gostei da capa dessa obra preciosa!
    E venham mais sugestões para adoçar a alma e o olhar! Bjoca

    ResponderEliminar
  5. Me ha gustado tu libro de Pantagruel, Se nota que lo usas mucho, y me has dado una buena idea para proteger cuadernos y libros de cocina que se empiezan a deshacer por gastados.

    ResponderEliminar
  6. PRECIOSO EL LIBRO Y QE GRANDE!!!!
    CONOZCO UNO EL LIBRO DE DOÑA PETRONA DE HACE AÑOS GORDISIMOOOO.
    EL PASTEL TIENE QUE ESTAR BUENISIMO..
    CHAUCITO

    ResponderEliminar
  7. Nham, nham... a torta deve estar um delícia!
    A capa do livro, um amor! Adorei o bordadinho tão bem combinado com os tecidos e com as rendas... que fofura!

    ResponderEliminar
  8. A capa do teu livro de cozinha está um primor.

    Hummmmmmmmmmmmmmmmm...da torta nem falo, pois estou a imaginar o seu paladar!

    Pequei só de olhar!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Great post, thank you for your thoughtful words!

    Enjoy your day

    MyLyfeMyStory

    ResponderEliminar
  10. Siiiiiiiiiiim! Nina estou servida sim kkkkkk essa torta ta com cara de tao, mas tao, mas tao gostosa que ca estou escrrvendo-te e salivando... :-) beijo!

    ResponderEliminar
  11. Quase que lhe sinto o cheirinho. Devia ter ficado mesmo boa. Tenho imensos livros de cozinha (colecção do marido) mas o Pantagruel não.
    A capa do livro ficou mesmo mimosa.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Molto bello il ricamo della copertina del libro e delizioso il dolce che hai preparato, brava!

    ResponderEliminar
  13. Delícia! Aqui dizemos rocambole a este tipo de bolo (ou torta). Imagino também um recheio de morangos com chantili ! Gostei muito da capa de tecido do seu livro. Uma linda arte!
    Beijo
    Ju

    ResponderEliminar
  14. Muy bonita tu funda de libro para preservar esas estupendas recetas y riquisimos torta, no creó que se pueda conservar mucho tiempo, se comerá antes...
    Besos.
    Chary :)

    ResponderEliminar
  15. Oh very good
    nice day my dear
    beijos Crissi

    ResponderEliminar
  16. Hummmm , que cor ... está mesmo com um aspeto delicioso !!!!

    ResponderEliminar
  17. A torta deve ficar uma delicia :)
    Mil beijinhos
    http://teensfashionloom.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Uma fatia agora marchava com uma pinta!!

    ResponderEliminar
  19. Nem vou comentar que fiquei desejando essa bendita torta , mas como vou ficar na vontade , fico apenas babando daqui, parabéns pelos dons culinários.
    Leide Lima
    http://www.artesbyleidelima.com.br

    ResponderEliminar
  20. Minha querida,mas uma receitinha para meu caderninho,muito obrigada! Hoje pensei em ti,pois fiz para minha mãe as tuas deliciosas almondegas ao vinho,ficaram divinas! Boa noite,beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Lindíssima a torta e saborosa, de certeza. Adorei a capa do livro e o pano " chiquérrimo" do Harrods. Fizeste-me rir. Adorei o teu sentido de humor.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  22. Boa noite Nina,
    Adorei rever a sua Bíblia culinária e a capa! Já não me recordava, mas claro, está lá o meu comentário,))!!!
    Sobre a torta ficou com óptimo aspecto!
    Será que ainda resta uma fatia para mim?
    Beijinhos e um bom serão.
    Ailime

    ResponderEliminar
  23. Nina gostei muito da capa do livro. Sabe onde posso arranjar desenhos para bordar redwork? A sua torta deve ser muito saborosa. Paranbens

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carolina, recebi este esquema de uma amiga brasileira, Nina Dias, do blog - http://costurinhasnina.blogspot.com.br/.
      Sugiro que entre em contacto com ela.
      Em alternativa, é só procurar no google, pois existem imensos sites fornecendo esquemas gratuitamente.
      Beijo

      Eliminar
    2. Obrigado pela sua simpatia. Bem haja. bj

      Eliminar
  24. Gostei tanto da capa deste teu livro, é super querida. Já agora essa torta tem um aspeto tão delicioso.

    ResponderEliminar
  25. Todo livro que estiver lendo, uso capa de tecidos que eu fiz.
    Tenho capas de vários tamanhos(tamanho dos livros).
    Mas, livro de receita, não tenho capa.
    Não tenho esse Pantagruel.

    ResponderEliminar
  26. Muito legal como você é caprichosa nos minimos detalhes, capa do livro lindissima, arranjo floral na cozinha, torta perfeita, pano imaculado. Parabéns ao conjunto!!

    bjinhos

    ResponderEliminar
  27. Oi Nina... que livro enorme, deve ter receitas maravilhosas contidas nele... e a capa que linda, você é mesmo muito caprichosa... quanto a torta nem preciso falar que fiquei com água na boca né???beijosss!!!

    ResponderEliminar
  28. Não tenho esse livro, mas parece muito bom! A capinha está muito gira e original, boa para o manter quentinho no inverno. Sendo tão precioso é preciso!
    A torta ficou mesmo linda, enrolaste-a tão bem! Já fiz uma torta doce, mas não me saiu muito bem. Já salgadas, com o meu recheio de eleição (salmão fumado e queijo creme, nem poderia ser outra coisa), ficam sempre direitas. Tenho de experimentar essa, para ver que tal fica! Deve ser bem boa, com o coração de geleia docinho :)

    ResponderEliminar