segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Do fim de semana ...


O último fim dee semana merece registo, merece narrativa, porque foi um fim de semana diferente - embora os "iguais" deixem muito boas recordações, ligadas ao conforto da repetição de rotinas extremamente agradáveis. Este, porém, foi diferente.

Na sexta- feira, com muito frio, mas céu profundamente azul, arriscámos uma saída mais longa, uma viagem de cerca de 200 Km que é a distância que separa o Porto da Nazaré.

Por quê Nazaré?
Porque Nazaré está na moda,. Fala-se incessantemente dela  como paradigma para records mundiais do surf, desde que Garrett Mcnamara  ficou "conhecido por quebrar o recorde mundial da maior onda já surfada em Nazaré..."

Na televisão, a imagem dessas ondas gigantes que se formam no  CANHÃO DA NAZARÉ - 

"... um desfiladeiro submarino de origem tectónica situado ao largo da costa da NazaréPortugal, relacionado com a falha da Nazaré-Pombal, começa a definir-se a cerca de 500 metros da costa. Considerado por muitos o maior da Europa, separa a costa da Península Ibérica na direção este-oeste desde a plataforma continental, numa extensão de cerca de 211 km começando a uma profundidade de 50 metros até à planície abissal Ibérica onde atinge profundidades na ordem dos 5000 metros." é impressionante, avassaladora ,,,

É pois, devido a esta morfologia que as ondas atingem alturas assustadoras, medonhas e se torna quase inacreditável que alguém seja suficientemente corajoso e/ou  louco para se aventurar naquele território - mas o certo é que muitos se aventuram, tendo sido Mcnara o primeiro a tornar-se merecidamente famoso naquele local.

Partimos, portanto, com o objectivo de fotografar as ondas, só que, embora o vento fosse violento, quase ciclónico, o mar, esse, estava flat, em linguagem de surfista.



Para chegar à Praia do Norte - o local das maiores ondas - devemos rumar ao "Sítio" o ponto mais alto da Nazaré e daí seguir a seta que indica "Farol"

O SÍTIO é, provavelmente, o local mais interessante de toda a vila, oferecendo uma paisagem impressionante.















É também o local mais vocacionado para receber turistas, com lojas de artesanato e restaurantes.

Muito tricô produzem as mulheres da Nazaré ...

Para almoçar escolhemos o Mar à Vista ...
...do qual não se observava nem nesga de mar - emparedado que está por outras construções e que - pasme-se!!!! - não servia peixe!


Foi assim:
Eu - Peixe fresco, o que tem?
Ele - Nada! Não temos peixe fresco!
Eu - Ah?????
Ele - Não! Não temos peixe. Não sabemos se vamos ter clientes e por isso não compramos.

Calei-me, perguntando a mim mesma se não era suposto e obrigatório que num local habitado por pescadores, fosse obrigatório haver peixe. Estamos a falar de um restaurante, certo?
Enfim! Decididamente não me cativou. Decididamente, não recomendo. Jamais.

Segui-se um passeio a pé, enfrentando o vento cada vez mais feroz:



O carapuço foi de uma utilidade, de um conforto extremo ... o que não impediu de ficar com o cabelo completamente emaranhado - tive um trabalhão para, mais tarde,  me pentear ...


Ao fundo, deduzo que se trate de uma das artesãs que tricotam  os muitos casacos expostos para venda.



Daqui seguimos para Alcobaça ...





... visitando o belíssimo Mosteiro


... recordando a trágica história de amor de Pedro e Inês.




... revendo o túmulo de D. Pedro ...


... e de D. Inês


O MOSTEIRO DE ALCOBAÇA  é de uma beleza incrível ...









... merecendo todas as visitas - já lá entrei muitas, muitas vezes e sempre me maravilho.


Antes de regressar, fiz questão de cair em tentação, de pecar deliberadamente.
Como?
Entrando na pastelaria Alcoa - depois de olhar não há quem resista, porque tudo é lindo, tudo premiado em concursos de doçaria conventual, tudo irresistível ...



Dentro desta caixinha ...

... a tentação!

Fui escolhendo - um destes, dois daqueles ...

... e enchi duas caixas!

Neste momento resta uma. Quase vazia!

Basta olhar para salivar. E comer!
Nunca mais passo, entro, olho,  compro na Alcoa - maravilha de lugar, paraíso dos gulosos.

Foi ou não uma sexta-feira para registar e recordar?
Pois foi!

Beijo
Nina

23 comentários:

  1. Sem sombra de dúvida que foi uma excelente sexta-feira. Também fiquei pasma com a falta de peixe num restaurante praiano. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Nina dois belíssimos recantos portugueses e os seus lindos olhares assim o demonstram!!!
    Os dias estão maravilhosos mas o vento incomoda e muito!
    Doçaria conventual bem a meu gosto!!!
    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nina gosto muito de Arouca e como tenho uma amiga que mora na zona ... andei por lá algumas vezes!
      Suponho que as Parideiras seja o local onde se vai quando se deseja engravidar!
      Há dias vi uma foto com um belo miradouro na serra da Freita...e fiquei com vontade de regressar!
      bj

      Eliminar
  3. Boa tarde Nina,
    Se foi uma boa opção? Foi excelente. E eu aqui dentro de casa sem vontade nenhuma de sair por causa do frio e vento;))!! Há que nos aventurarmos...
    Andou por locais maravilhosos. Adoro a Nazaré e ainda não conheço o interior do Mosteiro de Alcobaça (um pecado) uma vez que não é muito longe daqui. As suas fotos estão excelentes e o seu casaco com esse carapuço o ideal para este tempo.
    Beijinhos e feliz serão.
    Ailime

    ResponderEliminar
  4. Tanto as iguarias como as fotos estão maravilhosas. Adorei.


    Hoje:- {poetizando e encantando} Arrepios de um luar encantado
    .
    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderEliminar
  5. Belos passeios! Já passei pelo Mosteiro de Alcobaça mas infelizmente nunca entrei...

    ResponderEliminar
  6. QUE PRECIOSIDAD!!1ME ENCANTAN LAS FOTOS...
    ACA MUCHO FRIO Y NIEVE!!!
    QUE LO PASES BIEN.
    CHAUCITO

    ResponderEliminar
  7. Ninita, fizeste um belíssimo passeio pela "minha" zona que tão bem conheço. Brindaste-o com os bolinhos dessa pastelaria que também aprecio. Por alturas do Natal fazem umas broas de amêndoa de comer e chorar por mais. :)
    Gosto muito o teu casaco que tem um ar quente e confortável e, claro, fica-te mesmo bem!

    ResponderEliminar
  8. Gorgeous post and voyage! I know those places from my book about Portugal. I love to read this book and I know this and that about the history of the places you have been lately :-)

    ResponderEliminar
  9. Gosto muito da Nazaré, mas já lá não voi desde o dia 1 de Janeiro de 2016.
    O Mosteiro de Albaça, andei por lá no passado dia 23, numa visita guiada, da Universidade Sénior do Barreiro.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  10. Bonitas fotos
    Mas um restaurante não ter peixe... só mesmo quem não quer fazer nada nem ganhar dinheiro... Portugal no seu melhor.
    Bjs
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Querida Nina, um passeio fantástico, que eu também já dei repetidas vezes e nunca me canso. Mas a tua excelente reportagem mostra bem como tudo o que viste é lindo!
    Que bom dares a conhecer o nosso belo país a quem não o conhece! E eu conheço, mas adorei viajar contigo.
    Apenas uma diferença: eu como sempre peixe ou marisco bem fresco em restaurantes que ficam mesmo em frente da praia. Já comi em vários e gostei sempre.
    Ah! O Mcnamara já não é o recordista da onda gigante! Já houve um francês que surfou (?) uma onda mais alta e o nosso português Hugo Vau talvez seja o novo recordista! Ainda estão a medir a onda... coisas que vejo na TV enquanto tricoto! A TV é uma grande fonte de cultura!!! lol...
    Já estou em Cª., e com o regresso do frio voltei às 5 agulhas e estou viciada em meias!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Tengo una hija que practica el surf y mas de una vez hemos mirado vídeos de las olas de Nazaret, es sobrecogedor ver las enormes olas y un minúsculo punto moviéndose con la ola, no se como se atreven a surfear en esas moles de agua. El monasterio bellísimo. Y la repostería tentadora, una salida muy bonita, me ha encantado! Extraño lo del restaurante del pueblo pescador sin pescado, jajaja... curioso. Besos y feliz semana.

    ResponderEliminar
  13. Hola guapa.
    Ya se ve que pasaste mucho frío, pero el viaje seguro que mereció la pena.
    Da gusto ver los resultados de las artesanas, sus trabajos expuestos son preciosos.
    Lo que no me parece normal es que en un lugar tan marinero no hubiese pescado en el restaurante, no me lo explico...
    La historia de Pedro e Inés me ha encantado, igual que las fotografías. Gracias por compartirlas.
    Un beso muy fuerte

    ResponderEliminar
  14. Adorei o tour atraves de seus olhos, amei as imagens do mosteiros e não conhecia a historia, fiquei fascinada, e que incrivel trabalho nos tumulos... sobre os doces ... Oh céus que ando assim naquela batalha contra o açucar!!! bjucas amiga

    ResponderEliminar
  15. Vi essas assustadoras ondas em fotos.
    Medo até de olhar, na foto.

    Esse casaco era tudo que eu precisava para enfrentar o frio em NY.

    ResponderEliminar
  16. Beautiful pics Nina..(I have boots like yours..lower heel,leather..same:) ) Beautiful crochet too:)

    ResponderEliminar
  17. Que lindas fotos de Nazaré! Fomos lá em Janeiro. Gostavas muito de ter ido a Alcobaça, tao pertinho mas n deu.Amei o teu casaco e o look total! Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Foi sim Nina, que passeio mais delicioso, literalmente, rsrsrs
    Este é um lugar que meus filhos vivem falando por causa das ondas enormes, eles assistiram um documentário e ficaram empolgados, rsrsrs
    Beijosss

    ResponderEliminar
  19. Mais um passeio formidável, Nina... como tão bem comprovam as imagens!
    Esse restaurante... é que foi o máximo! Devia mudar o nome para... Peixe, nem vê-lo! :-D
    Adorei o casaco!... Espectacular!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  20. Gosto tanto desse Mosteiro, muito bonito :)
    Um belo passeio :) e esses bolinhos devem ser bons :D
    Gosto desse casaco, giro e parece confortável :)
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  21. beautiful shots Nina!!!

    interesting: you need such an big coat in portugal? i thought you´ve got warm weather?

    hugs
    Jennifer
    http://jennifer-femininundmodisch.blogspot.de/2018/02/meine-neuen-sling-pumps-my-new-sling.html

    ResponderEliminar