quinta-feira, 13 de julho de 2017

Campismo

Nunca na vida acampei.
Lembro que em criança  - e só  então  - a atividade me seduzia, mas nem nesse tempo acampei.

A vida avançou  e calhou emparelhar com pessoa nada dada a esses arrebatamentos que levam a que se considere a tenda ou a caravana espaço  idilico que deixa os hotéis 5 ou mais * num chinelo.
Portanto se do meu lado a vontade era e é  nula, do lado do marido a ideia é  no mínimo estapafúrdia.
Portanto nunca acampamos.
Nunca, até  esta semana.

É  que continuando no alojamento de  sempre, vivemos em modo campistas.
Por quê?
Porque remodelamos um quarto, o nosso quarto e casa de banho, pelo que, nos acomodamos num espaço  que  não é o  nosso, numa casa de banho que não é a minha,  num desconforto muito grande. Faltam-me as referências,  as minhas coisinhas.

Além  disso circulam por  aqui (estão em todo o lado )  três  seres estranhos  ao meu mundo,  respiro e espirro poeira, sinto-me zonza com tanta martelada!

Hoje dariam por terminada a  obra.
Estávamos  no arrumar "dos cestos", quando um dos "artistas" decidiu prender um toalheiro que parecia frouxo.
Prendeu!
O que aconteceu?
Furou um cano e a água enfurecida  esguichou ...

Nem reagi, gelada de espanto e horror.

Neste momento, a casa de banho que estava pronta ostenta enorme buraco na parede.
Há  que testar o conserto.
Esperar.
Esperar.
Esperar.

Eu?
Continuo acampada.
Na minha própria  casa.

Beijo
Nina



24 comentários:

  1. Nas obras há sempre imprevistos. Uma tortura viver no meio delas. Mas depois de tudo limpo e ao nosso gosto é um regalo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Ui!... Obras em casa...
    E essa poeirinha fininha... que fica a conviver connosco durante semanas... nunca deixa saudades, nem vontade de fazer outras, tão depressa...
    Desejo, que tenham azulejos extra... pois um roço na parede será necessário abrir, para remendar o cano... Já passei por tudo isso!...
    Numa casa anterior fizemos obras na cozinha... quando fomos deitar abaixo a chaminé... danificámos a do vizinho... durante dois dias... ficou um buraco aberto, para a casa do lado, enquanto a reparação foi feita... e enquanto isso... mi casa, su casa... com os vizinhos do lado... mesmo ao lado... literalmente!...
    Espero que tudo se resolva pelo melhor!
    Resta a consolação, de que no final... tudo ficará mais bonito... e com aspecto de novo à estreia...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Na parte do acampar sou tal e qual o descrito! :) Que chatice isso da casa de banho, espero que sejam rápidos a resolver. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. o horror, o medo, a tristeza, o drama.....meu Deus !!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Jura? Já acampei e já furei um cano no banheiro!!!! Calma minha amiga, calma! Muita calma dessa hora. Bjs

    ResponderEliminar
  6. Tenho certeza de que você vai deixar o lugar lindo depois de pronto querida!
    Tenha um fim-de-semana maravilhoso!
    Um beijo!❤️

    ResponderEliminar
  7. Querida Nina,coragem!No início de Junho,renovamos também a nossa sala de banho.O que seria para ser em uma semana,se prolongou por 3 semanas. A sala de banho ficou pronta ,alguns dias antes da Mariana chegar.Como eu te entendo.Depois de tudo pronto,mostra para agente.Bom fim de semana,beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Ai, Ninita, como te compreendo! Também detesto obras.
    Mas, tendo de ser... se o resultado compensar, esquecemos esses desaires, esses desassossegos.
    Adorei o começo do post, por momentos vi-te acampada. E pensei, vamos ver o que a Ninita achou da experiência.
    Nunca acampei, nem em sonhos, não é para os meus fígados.
    Beijinho, querida e vamos lá aguentar o que tem de ser!

    ResponderEliminar
  9. Obras em casa é sempre um tormento!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. O sacrifício será recompensado. E depois de tudo pronto e ajustado, a gente nem se lembra mais do que passou. Abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  11. Querida Nina, se isso aconteceu hoje... sexta-feira 13... tens de passar a acreditar em bruxas, daquelas más... muito más!!!
    Sei o que são essas obras porque já experimentei situações semelhantes: primeiro cozinha renovada e alguns anos depois WC novo, na casa arrendada em que vivo há 51 anos! Tive de limpar os livros... um a um... e são centenas... os netos contaram milhares!!! Mas isso passa!
    Quanto ao campismo, fiz umas 4 ou 5 vezes quando os filhos eram pequenos. Herdei uma tenda/atrelado que se enchia com as tralhas e, chegados ao parque da Ponte das Três Entradas, retirávamos tudo e com um dedo puxávamos com facilidade uma extensão que ficava transformada em T2! Muito boa! Os filhos adoravam, eu gostava e o meu marido só queria ver todos felizes! Claro que comíamos no restaurante local! Só o pequeno-almoço era no parque.
    Beijinhos e bom regresso ao lar... aí de casa!

    ResponderEliminar
  12. Também não gosto nada de obras mas depois de feitas fica tudo mais bonito têm que ter paciência. Beijinhos bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. As obras numa casa são mesmo assim (já agora detesto campismo).
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Querida Nina,
    so ein Umbau im Haus gibt viel Arbeit und Schmutz, dafür freut man sich, wenn es fertig ist um so mehr.
    Liebe Grüße und ein schönes Wochenende,
    Christine

    ResponderEliminar
  15. Fazer obras com a gente dentro de casa é um horror. Fiz isso em 2005 e foi um pavor.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  16. Oi Nina... eu também não sou fã de acampamentos, meu marido então tem horror... é rui mesmo fazer reformas com a gente dentro de casa... paciência, paciência... Beijosss

    ResponderEliminar
  17. Ui, obras em casa dão conta da paciência de qualquer um, mas valerá a pena o esforço certamente. Coragem!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Duas coisas que também não gosto nada, de campismo e de obras então nem se fala.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  19. Yo acampé una vez en la playa... y nunca más. Me quemó tanto el sol que no tuvo nada de agradable.

    ResponderEliminar
  20. Ui, como te compreendo, mas, mesmo assim, não me importaria de fazer uns melhoramentos cá por casa. Quanto ao campiso...falta-me essa experiência. Contudo, acho que a deixarei para a próxima vida.

    ResponderEliminar
  21. Ah, mas não acredito que furou o cano bem no final! Esses dias acabou a água aqui no condomínio, quando voltou havia entrado ar no cano do chuveiro, quem disse que a água descia? Tstei umas três dicas do Google até chegar em uma que indicava desmontar a torneira do chuveiro, dito e feito, o ar saiu rapidinho e finalmente pude tomar meu banho quentinho, rsrsrs! Abraços!

    ResponderEliminar
  22. Não sou dada a "campismo", também.
    No máximo, passo umas horas e volto para meu lar.

    Não tenho planos de reforma em casa nem tão cedo.
    Só pequenos serviços.

    ResponderEliminar
  23. Também nunca fiz campismo mas volta e meia também acampo na própria casa!!!
    Bj

    ResponderEliminar