quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Dióspiros


Gosto tanto de dióspiros , que resolvi dar-lhes  tempo, espaço e visibilidade!

Nas minhas distantes memórias de criança, o dióspiro surge envolto numa atmosfera de certa repugnância!
Eu era uma enjoada - só gostava de bananas!
 E os dióspiros com a sua suculenta polpa laranja, desfazendo-se num creme quase liquefeito, horrorizava-me! 
De tal modo que nunca provei! 
Recusava-me.
 E odiava sem nunca ter experimentado, como só as crianças sabem odiar, com um quase nojo, igual ao que dedicava a uma inúmera quantidade de alimentos ... peixe, sopa, vegetais, feijão , sendo estes apenas os que de momento me ocorrem, mas que servem para perfeitamente caracterizar a criaturinha difícil que então eu era.

Feita que foi esta introdução - que apenas prova como, às vezes, os sapos viram príncipes - no caso princesas, princesas com boa boca que gosto de (quase) tudo e tudo me sabe muito bem - foquemo-nos nos dióspiros - que a isso venho!

Assim que os vejo à venda, alucino!
Mesmo!
E desato a comprar!
Às caixas para que não se me acabe a reserva.


Às vezes trago-os maduros, maravilhosamente maduros, prontinhos a ser comidos. Outras vezes vêm mais verdes, mais durinhos...
- Leve assim que amadurecem rápido e não se estragam na viagem - aconselha a vendedora.
Obedeço.
Porém, não devia sem  antes me esclarecer.
É que existe uma variedade que não amadurece, isto é, permanece dura ad aeternum, que é como quem diz - até à eternidade!

Como assim?
Como é possível?
Como assim sabotaram indecentemente o objeto da minha gula?
Então não é que foi criada uma variedade a que chamam dióspiro maçã?
Cruzes!
Credo!
Odeio!
Definitivamente, odeio (como só as crianças enjoadas sabem odiar ...)



Para quem não conhece, nunca ouvi falar ou nunca viu ...

Assim se apresenta, farsante!
Parece dióspiro, mas não é dióspiro!
Parece delicioso, mas não é delicioso!
É apenas uma versão mentirosa do paradigma  da delícia que é o verdadeiro, o genuíno dióspiro.
Isto, esta coisa é o tal dióspiro maçã.

Comprei uma enorme caixa.
Guardei-os esperando que amadurecessem.
Estranhei.
Nunca mais amadureciam.
E então fez-se luz:
- Tinha sido enganada, vilmente enganada, constatei - quase com lágrimas nos olhos!

Que fazer?
Olha ...


Um cheescake ...

... um cheesecake de dióspiro, inspirada pela PRATA DA CASA!
Obrigada, Márcia!


Com os restantes, seguindo a receita de compotas da Bimby, preparei esta  à qual acrescentei dois kiwis receando a excessiva doçura.




Pronto!
Aprendi a lição ... leiam nos meus lábios:
-Dióspiro maçã não é o mesmo que dióspiro!
Entendido!?

Vamos então aproveitar os verdadeiros, os autênticos, os legítimos dióspiros que nos esperam em qualquer pomar ou frutaria ...
Já agora, desaconselho as grandes superfícies - lugar ideal para todos os equívocos.

Beijo
Nina

39 comentários:

  1. 0LÁ NINA, diospiros eu também gosto muito, já comprei dos de maçã e também gostei, não tanto é certo, bjs amiga

    ResponderEliminar
  2. adoro caqui..kkkk.. bjoka lindeza e sucesso sempre

    ResponderEliminar
  3. Aqui se chama Caquí. E é muito bom mesmo.
    Mas as vezes encontro uns que não amadurecem e até travam, quando se tenta comer.
    Mas eu como de todo jeito.

    ResponderEliminar
  4. Por aqui Nina são...dióspiros de roer!
    Os meus são pequenos...com muitas sementes mas saborosíssimos!
    Limito_me a comer dois por dia...sentindo cheiro e sabor!
    Nunca fiz compota pois foram poucos este ano...se bem que ainda devo ter uma dúzia deles!
    Só como dióspiros desde que vivo na aldeia pois foi fruta que nunca me seduziu!
    Boa noite e bj amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueci de dizer que há "costurices" novas:
      http://asarteiricesdagracinha.blogspot.pt/2016/11/ideia-para-mesa-de-natal.html
      bj

      Eliminar
    2. Nina...até agora não me atrevi a comer sushi!
      Já tentou comer?
      Como alguém me disse ... sabe tudo ao mesmo!
      Vou arriscar uma visita a um restaurante que fica junto à Renault...e a ver vamos se aprovo!
      Bj

      Eliminar
  5. Eu não gostava de dióspiros em criança e continuo a não gostar hoje em dia. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Nina, não gosto de dióspiros. A minha filha gosta dos dióspiros/maçã. Dos originais nem por isso.
    De todos os modos aproveitaste bem os dióspiros/maçã.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. oi Nina, você é o máximo! Caiu nas suas mãos, vira um prato saboroso. rs

    beijos

    ResponderEliminar
  8. Ninita, gosto de ambas a qualidades, mas prefiro os de maçã. Aliás só compro desses porque são docinhos e mais práticos. :)
    De toda a maneira, fartei-me de rir com a prosa, tão gostosa!
    Beijinho, querida, boa noite!

    ResponderEliminar
  9. Eu diria mais, uma ofensa ao dióspiro! Abaixo o dióspiro-maçã! Blekkkk! 😊 Nham nham ao dióspiro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos overdadeiro anti diospiro maçã Team!
      Não passará!
      Beijo

      Eliminar
  10. Oi Nina... por aqui ainda não é tempo de cáqui, mas na chácara da minha sogra tem vários pés e quando começam a dar os frutos é uma alegria imensa, todos nós amamos!!!
    Beijosss

    ResponderEliminar
  11. Lamento. Não gosto de diospiros.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Nina,
    Tem toda a razão!
    Dióspiro é dióspiro e esses, que conheço bem, embora não sabendo o nome não têm nada a ver com os genuínos.
    Tenho comido imensos. Não lhes resisto e não como mais, precisamente porque são muito doces, mas com um sabor irresistível.
    Por esse facto achei magnífica a sua ideia de juntar na compota kiwis!
    Obrigada por partilhar.
    Beijinhos e feliz serão.
    Ailime

    ResponderEliminar
  13. Querida Nina: o teu post, que é uma delícia de ler, fez-me voltar à infância. Eu também pertencia ao "clube" do não provei, não gostei. Só de olhar já dizia que não gostava.E dióspiros aqui na ilha eram qualquer coisa de horroroso!! Eram tão amargos que bastava uma dentada para ficarmos com a boca como uma rocha!!! Só há poucos anos, voltei a dar-lhes uma oportunidade e ,claro, que adorei a sua polpa macia , sumarenta e doce.Agora não conhecia nem sabia que havia a variedade maçã. Adorei a ideia da compota e a junção do kiwi deu-lhe um belo efeito.
    Muito obrigada pela confiança que mais uma vez tão simpaticamente depositaste numa receita minha. Espero que tenhas gostado.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  14. Também adoro dióspiros, acabei agora mesmo de comer um.
    Esse seu docinho estava com um aspeto delicioso.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  15. Oh Nina, é um máximo nas suas descrições :D
    Ri-o tanto, tanto da forma como descreve as situações, é uma animada :D :D
    Por acaso não conhecia essa "versão", mas os "normais" gosto muito e consolo-me :)
    Beijinhos grandes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não queira provar! Não têm nada a ver,os mentirosos.
      Beijinho

      Eliminar
  16. Gostei muito do texto bem-disposto :) Eu estou contigo!! Esses mentirosos não sabem a nada e não nos lambuzam, como um bom dióspiro que se preze!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Acredita que nunca provei nem um nem outro?

    http://juliamodelodemodelo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  18. Mi piacciono i cachi ma questo non l'ho mai visto!

    ResponderEliminar
  19. Não é o mesmo, mas é muito bom também, desde que seja doce. Tem um sabor diferentes, mas gosto muito dos dois! Não sejas tão agressiva com os pobres frutos que não merecem! Adorei a escrita!

    ResponderEliminar
  20. Los conozco con el nombre de caquis y me gustan mucho, eso sí, bien maduritos para que no amarguen. Quedan genial en confituras y dulces, una delicia. Besos.

    ResponderEliminar
  21. NO SE...ME PARECE MUY DULCE..
    ESE ES EL RECUERDO QUE TENGO .
    HACE AÑOS QUE NO LOS COMO.
    SALUDITOS

    ResponderEliminar
  22. Me encantó el nombre dióspiro. En castellano lo conocemos como caqui.

    ResponderEliminar
  23. Nina aqui deste lado de ca esta fruta chama-se caqui, e eu também adoro, quando é época me farto, e gosto mesmo dos molinhos, que se desmancham muitas vezes com o simples fato de pega-los na mão, porém também tem os durões, destes que mesmo estando maduros não se rendem a serem tão suculentos, como os primos, por aqui os durões chamam -se caqui chocolate................. bjucas

    ResponderEliminar
  24. Olá Nina,

    Tem razão, os dióspiros maçã, são um espécie de abóbora - que me perdoe quem os aprecia.
    Eu venho aqui assiduamente só que com pressa, e não escrevo. Assim com o devido atraso quero dizer-lhe que gostei muito da camisola. E que o manequim vivo e elegante realçou a obra.
    E também outra coisa:- se quiser eu ensino-lhe a coser as costuras das malhas sem defeito. E também costurar a malha sem fazer costura. Só tem de me mandar dois bocaditos de malha tricotada- manda pelo correio. Se quiser diga-me o seu email que eu mando o meu endereço CTT. Espero que não se ofenda por eu dizer que lhe ensino.
    Como a Nina tem tanta habilidade e gosto por esta arte das farpas e não só, eu atrevi-me a esta franqueza, mas não veja nisto vaidade da m/parte.
    Beijinhos.
    Dilita

    ResponderEliminar
  25. I love cheesecake and have many good recipes !!
    Beijo Crissi

    ResponderEliminar
  26. Sério? não gostas? Aqui são chamados dióspiros de roer, pois eu adoro, e a fruta que agora como pena é ser tão cara e pesada.. 4 deles e já tens 1k. (tenho aqui 1 para o almoço..)

    ResponderEliminar
  27. Dióspiro maçã???? Nunca tinha ouvido falar!

    ResponderEliminar
  28. Adoro dióspiros, mas só dos verdadeiros, vermelhinhos e molinhos que se comem à colher.
    Dos modernos...chamados de roer ou maçã, nunca provei nem tenciono fazê-lo.
    Nunca provei compota de dióspiro. Com os kiwis deve estar boa, com toda a certeza.
    As fotos ficaram lindas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  29. Não posso dizer que odeio =) acho-os um bocadinho sem sal, mas come-se ...Os outros têm um sabor mais intenso. Temos duas árvores deles no terreno, a segunda veio por engano, como se fosse uma árvore dos de roer. se estivesses mais perto, partilhava contigo ...
    bjs

    ResponderEliminar
  30. Nina, fiquei pensando o que era, e li nos comentários que é o nosso caquí, rsrsrs! As duas criações parecem ter ficado deliciosas, apesar da enganação! Eu sempre comi bem de tudo e até o que não gosto muito, como também! Só não me passa gordura e nervos de carne e não aprecio peixe crú nem combinações agridoce, embora consiga comer numa boa. Abraços!

    ResponderEliminar
  31. O quêêê?! :O
    Eu provei dióspiros pela primeira vez quando queria pedir magnórios ao meu pai e não me lembrava do nome. Era ainda pequena e ele trouxe-me um dióspiro - odiei! Achei que sabia a tomate :P
    Depois comecei a ver muita gente a comer a variedade maçã e comprei para experimentar, isto no ano passado. Adorei e passei a comprar às caixas como tu, mas na variedade de roer, ao contrário dos teus!
    Prefiro mil vezes os que tu odeias. São tão bons! Mas pronto, gostos não se descutem :P

    ResponderEliminar
  32. Aqui no Brasil, chamamos de caqui. É uma fruta que eu adoro, simplesmente adoro! Mas tanta gente não gosta.
    Há uma variedade aqui, chamada de caqui chocolate, que é mais firme, porém creio que diferente desta que falas nesta postagem, Nina. A variedade chocolate é muito gostosa, também.
    Adorei ver as ideias, para aproveitar a fruta. Parte da polpa, tem tonalidades marrom, portanto o nome chocolate.

    ResponderEliminar