sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Velas






 Ontem , no Instagram, mostrei um cantinho do meu espaço com lareira e velas acesas, o supra-sumo do conforto. 
No fim da noite deixei que a lareira apagasse e preparei-me para também apagar as velas.




Não gostei do que vi -   cera derretida cobrindo a bandeja e escorrendo para a mesa (que , felizmente, com o seu tampo de vidro minimizou os estragos).


Tratei, pois, de encontrar uma solução para as velinhas de que não pretendo abdicar e, para já, coloquei em frascos de vidro, mas a solução - convenhamos- é simplória e sem graça.

No Pinterest , esse mundo de ideias, descobri sugestões muito engraçadas:





Restimento dos frascos com uns pontinhos em croché e respetivo esquema ...



Mas, há todo um imenso leque de ideias para além destas. O difícil  mesmo é escolher:


Neste caso, embora atraente, não sei como recortaria o «coração» na superfície da lata, mas, tirando esse detalhe, a ideia continua a ser interessante.

  



Aqui é fácil - cola quente e corda até meio do frasco



E aqui usando pedrinhas no fundo do frasco

Todas  sugestões engraçadas e funcionais que hei de por em prática um destes dias.
Para já, as velinhas repousam em simples frascos transparentes e irão cumprir o seu destino - iluminando esta noite escura.

Beijo
Nina


11 comentários:

  1. Adoro o conforto de uma lareira embora com muita pena não tenha na minha casa.
    As velinhas também são aconchegantes nestas longas noites de inverno.
    Uma boa noite.😘

    ResponderEliminar
  2. Olá Nina!
    Só acendo velas aos meus "protectores celestiais"... mas gosto muito de ver, sobretudo num ambiente romântico!
    Gosto de ver o efeito da vela derretida e quando faltava luz na aldeia, deixava a decorar algum recanto da casa!
    ...
    Relativamente à aldeia, por enquanto ajudo a cuidar da neta de modo que a aldeia está em segundo plano!
    Meu sobrinho artista pediu para viver na casa da aldeia pois é a sua fonte de inspiração!
    Estamos a pensar em obras e já temos o projecto feito!... mas vender também é uma hipótese!
    A casa da aldeia dá muito trabalho e nós meus 64 anos, prefiro passear mais e cuidar da neta!
    Bj e obrigada pela visita

    ResponderEliminar
  3. Ninita, apesar de não ser fã de velas, nem de lume em casa, imagino que devem transmitir uma certa tranquilidade, harmonia e calor. Acho lindos esses frasquinhos, sendo que o 1º conjunto é o meu preferido! Beijinho, querida, bom fim de semana caseirinho. Sim, o meu é em casa no meu conforto físico e emocional. :)

    ResponderEliminar
  4. Sou imensamente fã de velas. Sinto que me aconchegam. Cá por casa há sempre. Adorei as sugestões.

    ResponderEliminar
  5. Boa ideia, a sugestão
    De por no vidre, a vela.
    E a tua arte revela
    Muita luz na tua ação
    De partilhar a questão.
    O crochê filtrando a luz
    Ficou lindo e me seduz
    Essa ideia interessante.
    Parece existir bastante
    Condições a quem produz.

    Parabéns pela excelente ideia e agradeço a partilha. Abraço fraterno. Laerte

    ResponderEliminar
  6. Adoro las velas, yo las hago con decoupage y con moldes.
    Besitos

    ResponderEliminar
  7. Bom Dia, Nina
    pois....sobre velas, tenho um saco cheio; dou-lhes liberdade pelo Natal, espalho-as casa fora. Mas não as acendo, o cheiro da cera incomoda-me a pituitária. E, no entanto, tenho uns frasquinhos encapsulados de renda, talvez mesmo como essas que nos deu a ver (mas não é arte pessoal). E algumas velas acusam o facto de terem sido usadas, uma das minhas amigas é fã de velas acesas de modo que por vezes anda pela casa a criar iluminação extra (e não sabe que o odor me aflige). Também vou acender a lareira, mas só na Consoada e Natal.

    Não imagino o que a fez regressar. Será visita de médico. Ou uma saudade. Ou súbito apetite. Seja bem regressada ao seu e nosso espaço. Mas sempre lhe digo que, de tão habituada às pessoas aparecerem e desaparecerem neste meio, já não contava consigo por cá. Depois de uns desaires, a gente habitua-se a este tipo de relação desprendida. O facto é que, quando alguém parece começar a tornar-se mais chegado ao nosso mundo, desaparece. Nada a fazer. Tarde se entende que a oferta tem que se igualar à procura e assim minorar transtorno e pesar. Mas não é sempre assim na vida?! Ora pois.
    Portanto, cá estamos.
    Um abraço, Nina. Dê lembranças minhas ao seu relógio, lembro-me dele às vezes, deu-me no olho, quer o quê.

    ResponderEliminar
  8. Jane Quintela de Carvalho8 de dezembro de 2021 às 13:34

    Oi Nina... eu vi as velas e o porta velas no Instagram, já até me inspirei, muito lindas!!!
    Beijosss!!!

    ResponderEliminar
  9. Depende do tipo de vela. Cada vez é mais raro encontrar essas que despejam a cera para fora. Costumam de ser de má qualidade. Agora que viu quantas ideias criativas existem com velas, até pode encontrar soluções mais interessantes!

    ResponderEliminar